Explosão mata dois em suposto laboratório do tráfico no complexo do Alemão

Suspeita-se que o local fosse utilizado em operações do tráfico local

Rio de Janeiro

Uma explosão numa casa no complexo do Alemão, área de comunidades na zona norte do Rio de Janeiro, deixou dois mortos e ao menos 12 pessoas feridas na véspera do Ano-Novo.

Suspeita-se que o local, encravado numa região conhecida como Matinha, fosse utilizado em operações do tráfico local. Moradores falam numa fábrica de loló (droga inalante que em geral leva clorofórmio e éter na fórmula) que teria explodido a duas horas da virada.

Vista do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro
Vista do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro - Danilo Verpa - 1º.fev.2018/Folhapress

Segundo a 22ª Delegacia de Polícia, há uma investigação em curso para apurar as circunstâncias da tragédia.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar diz que equipes da Coordenadoria de Polícia Pacificadora foram acionadas na noite desta terça (31).

As vítimas foram encaminhadas para hospitais da região. Fábio Daniel Diomedes Ferreira chegou morto num deles, e seu corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal). Três homens estão em estado grave no Hospital Estadual Getúlio Vargas, e outro encontra-se estável.

Mais quatro vítimas foram levadas para o Hospital Municipal Salgado Filho. Uma delas, que não teve a identidade revelada, morreu lá.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.