Novo Pacaembu terá carteirinhas de sócio virtuais a partir de sábado

Consórcio também oferecerá serviços como festas infantis e partidas com ex-jogadores

São Paulo

A final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no sábado (25), marcará a passagem da administração do estádio do Pacaembu da Prefeitura de São Paulo para a iniciativa privada. E o consórcio Allegra Pacaembu, que assumirá o espaço, anunciará um pacote de novidades logo na largada.

A partir de sábado, os munícipes poderão fazer carteirinhas de associação do estádio pela internet, por meio do site www.allegrapacaembu.com (a ser lançado no próprio dia 25). Munidos de informações como CPF, endereço e telefone, os interessados poderão ter uma carteirinha virtual do Pacaembu em poucos minutos no celular.

Daqueles que desejarem uma carteirinha física será cobrada uma taxa de R$ 5, correspondente ao custo de produção da peça. As carteirinhas atuais continuarão a ser válidas inicialmente, mas seus portadores deverão passar por um processo de recadastramento e, então, de substituição do documento.

Segundo Eduardo Barella, diretor-presidente da empresa de engenharia Progen e presidente do consórcio, ninguém será impedido de entrar no Pacaembu nesse processo de troca e lançamento de carteirinhas.

"Nosso desejo é de que todos os paulistanos se tornem associados", afirma. Ele diz que não pretende comercializar os dados dos usuários embutidos nas carteirinhas. 

Já no dia 25 algumas novidades estéticas mais sutis serão notadas pelos torcedores que adentrarem o estádio. Parcerias com empresas famosas aparecerão nos espaços de alimentos e bebidas (que, no dia 25, serão tocados pelas redes Bob's e Patroni Pizza). Na agora chamada área de hospitalidade, acessada pela rua Desembargador Paulo Passaláqua, haverá intervenção do grupo Cinemark para, de acordo com Barella, transformar a experiência no estádio em "algo mais próximo do que se vê no cinema".

Os vestiários, área de imprensa e camarotes passaram por reformas e terão aspecto renovado. Os banheiros químicos foram duplicados. As intervenções de monta, como a derrubada do tobogã, começarão a acontecer daqui a alguns meses. Até o momento, o consórcio não podia fazer grandes mudanças por não ter ainda assumido a administração do local. 

O consórcio também providenciou a instalação de 34 novas antenas de celular no Pacaembu para melhorar o acesso à rede, que costuma ser problemático em locais com grandes aglomerações.

O consórcio anunciará também no dia 25 uma cesta de novos serviços que serão fornecidos no complexo. Eles estarão agrupados no site www.pacaembufun.com, que será inaugurado também no sábado.

Eduardo Barella, CEO do consórcio Allegra Pacaembu, em seu escritório no centro de São Paulo
Eduardo Barella, CEO do consórcio Allegra Pacaembu, em seu escritório no centro de São Paulo - Bruno Santos - 14.out.2019/Folhapress

O Paca Kids, com estreia prevista para 10 de fevereiro, oferecerá a realização de festas infantis no estádio. O Paca Tour será um passeio pelo estádio, caminhando pelo vestiário, túnel e gramado, que poderá ser feito como um combo com o Museu do Futebol, visitando as duas atrações.

Em março, o consórcio planeja começar a comercializar o pacote Paca Vip, que incluirá transporte, tour no estádio e a possibilidade de acompanhar um jogo na área de hospitalidade do estádio. 

Em abril, será lançada a Paca Cup, que promoverá confrontos entre dois times encabeçados por ex-jogadores e venderá vagas nessas equipes para torcedores.

"O torcedor poderá comprar uma posição no campo, passar pela preleção e viver a experiência de jogar bola com seu ídolo", explica Barella.

Por fim há o Papo no Paca, um encontro com jogadores que fizeram história no estádio em um clima de boteco, com petiscos e conversas informais. 

As maiores alterações no estádio deverão começar entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, quando será fechado para obras. O tobogã dará lugar a um edifício multiuso, com lojas, escritórios e bares, entre outros. Em dias de grandes jogos, a concessionária estuda colocar arquibancadas móveis para ampliar a capacidade de público do Pacaembu.

Além disso, os setores de arquibancada deverão ter cadeiras em todos os espaços, deixando no passado os assentos de concreto.

Barella prevê a reabertura do estádio reformado no final de 2022.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.