Descrição de chapéu Folha Verão

Prefeituras admitem que não isolam praia antes de passar trator de limpeza em SP

Após morte de idosa atropelada, São Vicente colocou funcionário para orientar motorista de veículo

Santos

As prefeituras de Praia Grande e São Vicente, no litoral sul paulista, admitiram que não isolam a área da praia para fazer a limpeza com ajuda de tratores e maquinários e assim impedir a entrada de banhistas deitados na faixa de areia.

A falta de isolamento causou repercussão durante as festas de fim de ano, época em que há aumento de turistas e do volume de lixo, depois que uma idosa foi atropelada dia 29 e morreu quatro dias depois, em São Vicente; outro atropelamento deixou hospitalizado um homem ainda não identificado em Praia Grande, no domingo (5).

Questionadas, as duas prefeituras não responderam se passarão a fazer o isolamento de banhistas. Após a morte da idosa, a Prefeitura de São Vicente informou que um segundo funcionário passou a acompanhar o trator para orientar a limpeza e a segurança dos banhistas.

Trator de limpeza em São Vicente, no litoral sul de SP; banhista morreu atropelada no último dia 29
Trator de limpeza em São Vicente, no litoral sul de SP; banhista morreu atropelada no último dia 29 - Reprodução - 7.jan.2020/TV Tribuna

Esse segundo empregado, como apoio, atuará na faixa de areia por tempo indeterminado, segundo o município.

Em Praia Grande, a extensão da área de limpeza é de 23 km, com orientação para que os serviços sejam suspensos em caso de maior movimento. A limpeza da orla é dividida por cinco equipes.

O homem ferido no município segue internado na emergência do Hospital Irmã Dulce. Ele ainda não foi identificado.

Não há registros anteriores de acidentes com tratores nas praias, dizem as prefeituras. Os dois casos registrados no final do ano são investigados pela Polícia Civil.

O primeiro, ocorrido no dia 29, foi o atropelamento de Diva Margarida Rodaski Leão, 75. Ela estava na praia do Itararé, uma das mais populares de São Vicente, e foi encaminhada ao Hospital Municipal de São Vicente com um dos braços e parte do abdômen e do tórax esmagados.

Posteriormente, foi transferida ao Hospital Ana Costa, em Santos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 2.

Alexandre Ferreira do Nascimento foi identificado como responsável pelo atropelamento. Ele é ajudante de serviços gerais, concursado pela prefeitura.

À polícia Alexandre declarou ter acessado o veículo enquanto realizava o nivelamento da faixa de areia mesmo sem ser habilitado e sem o conhecimento do motorista responsável, que havia se ausentado para ir ao banheiro. O funcionário foi suspenso pela prefeitura até que o caso seja completamente apurado.

No caso de Praia Grande, o boletim de ocorrência diz que o homem ferido estava deitado em local inapropriado, o que pode ter dificultado a visibilidade.

Em São Vicente, o serviço de limpeza de praias é terceirizado, prestado pelo Consórcio São Vicente Limpa, constituído pelas empresas A3 Terraplenagem e Engenharia Eireli e a Hunter Comercial Locações Ltda.

Procuradas, as empresas não atenderam ligações e não responderam aos questionamentos enviados pela reportagem.

A homologação da contratação do serviço ocorreu em dezembro, com contrato de 12 meses no valor de R$ 17,7 milhões pelo aluguel de caminhões e máquinas pesadas com motoristas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.