Anúncio do Facebook tapa obra de arte em estação de metrô de SP

Metrô diz que cobertura foi feita para proteger obra para o Carnaval e que será retirada até 20/3

São Paulo

Um grande anúncio da rede social Facebook tapou os famosos retratos da estação Sumaré, na linha 2-verde do metrô de São Paulo. O Metrô diz que a cobertura foi feita para proteger a obra para o Carnaval.

Os retratos estão no local desde 1998 e são obra do artista Alex Flemming. São 22 imagens em cada lado da plataforma no estilo fotos 3x4, sobrepostos por poemas, em um grande painel de vidro, que podem ser vistas de longe por quem passa pela avenida Sumaré.

O anúncio da rede social tapa a maior parte de um dos lados da plataforma —três retratos ficaram descobertos. A propaganda diz que “Existe um grupo no Facebook para você. Somos mais juntos” e faz referência a grupos que comemoram o Carnaval em diferentes cidades do país. O anúncio está no local pelo menos desde a última terça-feira (25) e já começou a ser retirado. A mesma propaganda estava neste Carnaval em painéis nos aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio de Janeiro).

À Folha o artista Alex Flemming disse estar "absolutamente estupefato". "É um estupro a uma obra de arte pública. É uma falta de consideração com todas as obras de arte pública do Brasil. É uma desconsideração com os usuários do metrô. Eu fotografei exatamente a população anônima de São Paulo. Como é possível que o Metrô ponha anúncios em cima de uma obra de arte, vedando ela?"

Obra na estação Sumaré antes e depois de ser coberta por anúncio

Carregando imagens...

Retratos estão no local há 22 anos - Alberto Rocha - 19.set.2018/Folhapress e Reprodução

Procurado, o Metrô diz que a obra foi coberta para protegê-la durante o Carnaval e que será retirada até 20 de março.

 
 
"A obra de Alex Flemming na estação Sumaré foi coberta provisoriamente durante o carnaval justamente para preservá-la e garantir a segurança dos passageiros, além de melhorar as condições de embarque e desembarque ao evitar o acúmulo de pessoas utilizando o espaço da plataforma para ver os blocos na avenida sob a estação. A cobertura foi feita tomando todos os cuidados com a manifestação artística, com a utilização de espumas que a protegem. Até 20/03 a cobertura será retirada", diz nota da empresa.
 
Flemming chama de "mentira total" o argumento de que o anúncio foi colocado para proteger a obra, porque a propaganda foi colocada somente de um lado. "É mera coisa para ganhar dinheiro, é caça-níquel. Se fosse para proteger, que fosse sem propaganda e que perguntasse ao artista. É tão absurdo que, quando me mandaram, achei que era brincadeira", diz.
 
"O precedente é horroroso. Imagina colocar uma propaganda em cima do 'empurra-empurra' do Victor Brecheret, ou da estátua do Duque de Caxias".
 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.