Ecletismo marca cortejos de blocos no Rio neste domingo

Carnaval de rua carioca tem de marchinhas a releituras de Raul Seixas

Diego Garcia Laura Martins
Rio de Janeiro

O domingo (23) de Carnaval no Rio de Janeiro ter√° blocos para diferentes estilos musicais. Al√©m dos tradicionais cortejos, os foli√Ķes v√£o poder escolher m√ļsicas ecl√©ticas ou aproveitar algumas horas de Raul Seixas.

A festa começou com um bloco que surpreende todos os anos: o Cordão do Boi Tolo tem ponto de encontro e passa por diversas ruas do centro da cidade, mas o percurso nunca é revelado antes de começar.

 

Criado por m√ļsicos em 2006, o bloco tem espa√ßo tanto para os adultos quanto para os pequenos. Os adultos se concentraram a partir das 6h30 na pra√ßa Muhammad Ali, meia hora antes do previsto para o in√≠cio da concentra√ß√£o infantil, na pra√ßa da Harmonia. 

O Bangalafumenga, um dos maiores do Rio de Janeiro e carinhosamente apelidado de Banga, come√ßar√° √†s 9h, no Aterro do Flamengo. O bloco √© famoso por misturar ritmos e ter m√ļsicas mais ecl√©ticas para quem quer aproveitar o Carnaval, mas fugir um pouco das tradicionais marchinhas.

Um dos respons√°veis por revitalizar o Carnaval carioca, o Cord√£o do Boitat√° foi criado em 1996 por estudantes e m√ļsicos. Ele acontece sempre na Pra√ßa 15, no centro, e, neste ano, come√ßar√° √†s 9h.

Quem sente saudades de Raul Seixas tem um espa√ßo para chamar de seu neste domingo. O Toca Rauuul! faz releituras das m√ļsicas do cantor em diversos ritmos carnavalescos. O apelo visual do bloco √© outro destaque, com figurinos, cenografias e efeitos visuais. O bloco come√ßar√° √†s 16h, na pra√ßa Tiradentes.

Simpatia √© Quase Amor √© um cl√°ssico dentre os blocos da zona sul e ter√° in√≠cio no mesmo hor√°rio, saindo da pra√ßa General Os√≥rio. Criado em 1985 como protesto durante o Diretas J√°, √© conhecido por todos os amantes do Carnaval carioca. O bloco apoia a toler√Ęncia, o amor e a democracia.

Tópicos relacionados

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.