Em dia de alagamentos por SP, sistema colaborativo de aplicativo falha e motoristas ficam desorientados

Waze diz que plataforma funcionou normalmente e que alertas sobre enchentes são fornecidos por usuários

São Paulo

Uma das reclamações recorrentes de motoristas que tiveram de enfrentar o trânsito desordenado da capital paulista nesta segunda-feira (10) foi a pouca ajuda recebida do aplicativo de mobilidade Waze para fugir das vias alagadas.

“Estava na zona norte e rodei umas cinco horas para tentar chegar a um endereço na Santa Cecília. Como o Waze não mostrava qual rua estava alagada, tive de ir testando os caminhos que conhecia. Quando via que estava interditado, voltávamos de ré e buscava outra possibilidade”, disse o motorista de aplicativo Rogério, que não conseguiu chegar ao destino.

“O passageiro desistiu e pegou o metrô. Deixou uma mala no meu carro e combinamos que eu devolveria hoje [terça, 11)”, disse ele.

Enchente na altura do Cebolão das marginais Tietê e Pinheiros. A forte chuva que atingiu São Paulo durante toda a madrugada e essa manhã provocou vários pontos de alagamento. - Eduardo Anizelli/Folhapress

De acordo com o Waze, o serviço funcionou normalmente na segunda. A plataforma disse que é abastecida por usuários. 

“O Waze é uma plataforma colaborativa e é importante que os usuários participem ativamente do nosso mapa, imputando alertas para que a cidade possa ser melhor monitorada. O aplicativo funcionou de forma normal ontem, mas, comparado a outros dias, percebemos um aumento no volume de interações entre motoristas e maior movimentação nos chats de alertas”, informou a empresa.

Ainda de acordo com a empresa, os alertas dos usuários ajudam a estabelecer as rotas de fuga.

“O motorista insere o alerta e, dependendo da informação, ele é incluído automaticamente no mapa. O alerta é feito pela comunidade e para a comunidade  —ele é uma forma dos usuários se comunicarem entre si. Isso porque o motorista é o primeiro a saber, de fato, o que está acontecendo no seu caminho, e tem o poder de avisar os outros.”

Para informar os outros motoristas sobre a existência de um alagamento, informa o Waze, o usuário precisa clicar no botão de “Reportar” e clicar no item “Perigo/Clima” e escolher entre a opção “Alagamento e Chuva”.

“Se julgar necessário, ele também pode adicionar um comentário ou uma imagem para complementar o alerta.”

O Waze informa, por fim, que tem parcerias com órgãos públicos que ajudam as cidades a enfrentar o desafio do trânsito usando troca de informações por meio iniciativa chamada Waze for Cities. O programa existe desde 2014 e a cidade de São Paulo é parceira desde 2017.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.