Descrição de chapéu Obituário José Augusto Corrêa Roth (1936 - 2020)

Mortes: Atleta, passeou pela vida num barco à vela e cultivou o amor

José Augusto Corrêa Roth era engenheiro, velejador e jogador de basquete

São Paulo

—Explorar o rio Guaíba e a Lagoa dos Patos (RS) foi um dos prazeres que o esporte náutico proporcionou ao engenheiro, velejador e jogador de basquete José Augusto Corrêa Roth.

Aos filhos, além do gosto pelo esporte, Roth passou os ensinamentos de integridade e honestidade. Com a chegada dos netos, aos poucos, o jeito alemão de educar com rigidez deu espaço a um coração mais açucarado, segundo conta o filho, o jornalista Gustavo Schramm Roth, 51.

Roth nasceu em Santa Maria, mas mudou-se para Porto Alegre —cidades do mesmo estado— para cursar engenharia mecânica na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). De aluno chegou a professor na cadeira de motores à combustão, uma de suas paixões. 

José Augusto Corrêa Roth (1936-2020)
José Augusto Corrêa Roth (1936-2020) - Arquivo pessoal

A expertise o levou para o rali. Desde os anos 60, participou e venceu dezenas de provas na região do Prata. 

Com 1,98m de altura, o basquete foi seu principal esporte e lhe deu o apelido de Garrafão. Roth fez história como pivô no basquete gaúcho e jogador lendário no Corintians Atlético Clube, de Santa Maria, e no Grêmio Náutico União, onde atuou como atleta, dirigente e conselheiro do clube. 

Leitor ávido, tinha paixão por livros, prazer por andar de barco e lidar com motores. 

Dedicou-se à genealogia e reatou contato com a família de seu avô Friedrich Roth, que imigrou em 1846 de uma aldeia alemã e trouxe a primeira gaita ponto —espécie de acordeon— ao Brasil.

Foi bom pai e marido, avô amoroso e admirado por familiares e amigos.

José Augusto Corrêa Roth morreu dia 5 de fevereiro, aos 83 anos, por complicações decorrentes da amiloidose. Deixa a esposa, quatro filhos e nove netos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.