Descrição de chapéu Obituário Sérgio Penteado Guimarães (1931 - 2020)

Mortes: Despediu-se da vida com sorrisos, histórias e poesias

Ginecologista e obstetra, Sérgio Penteado jogou tênis até um mês antes de morrer, aos 88 anos

São Paulo

A vida em muitas perspectivas. Se a história do ginecologista e obstetra Sérgio Penteado Guimarães estivesse nas telas do cinema, talvez o título cairia bem.

Muitos deram boas vindas ao mundo com o seu cuidado e sua sabedoria, inclusive os sobrinhos. Ele fez o parto de todos, segundo diz a filha, a professora de artes e fotógrafa, Jônia Guimarães, 58.

Sérgio Penteado Guimarães (1931-2020)
O ginecologista e obstetra Sérgio Penteado Guimarães - Arquivo Pessoal

O amor do médico tinha muitas facetas. Às vezes, entrava em cena o poeta e o desenhista. Com um pedaço de papel e caneta, em pequenas estrofes, ele colocava um olhar positivo sobre a vida. Para ele, a vida não tinha defeitos; ao contrário, era a inspiração. 

“...Deixe que a vida faça contigo o que a primavera faz com as flores. Encante-se! Transborde cor! Espalhe amor! Primavere-se!”, escreveu Sérgio em uma das poesias.

Além dos versos, havia os desenhos surrealistas que aprendeu sozinho. Nascido em São Paulo, aproveitou parte da infância na fazenda da família em Pirassununga (211 km da capital paulista).

Anos mais tarde, formou-se na Escola Paulista de Medicina. Amou cada minuto que foi médico. Bem humorado, generoso e apaixonado. “Meu pai enaltecia as pessoas. Brincava, fazia piadas, chamava todo mundo de neném. Ao se despedir ele não dizia beijo ou tchau. No lugar era sorriso”, conta Jônia. 

Em 2016, as linhas irreverentes de sua vida até a entrada para a faculdade deram origem ao livro “E foi assim...Histórias antigas contada pelo senhor doutor vovô Sérgio”.

Dentro das 24 horas bem divididas ainda havia tempo para jogar tênis, o que fez até um mês antes de morrer.

Sérgio Penteado Guimarães morreu dia 15 de fevereiro, aos 88 anos, por complicações de uma pneumonia. Viúvo, deixa 5 filhos e 7 netos.


coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.