Descrição de chapéu Coronavírus

Governo isola presos em Bauru (SP) após visitante confirmar coronavírus

Três agentes penitenciários também são suspeitos de terem contraído a doença

São Paulo

O Governo de São Paulo isolou um pavilhão do Centro de Progressão Penitenciária I, de Bauru (SP), após uma visitante confirmar a infecção pelo novo coronavírus.

A informação foi confirmada nesta quinta (19) pela Secretaria da Administração Penitenciária, que disse que a visitante informou a unidade após confirmar a infecção. Os presos, entretanto, ainda não apresentaram sintomas da doença.

A secretaria confirmou também que três agentes penitenciários apresentam sintomas de gripe e aguardam o resultado do exame de coronavírus. Eles trabalham no Centro de Detenção Provisória I de Pinheiros, em São Paulo; no Centro de Detenção II de Pacaembu e no Centro Hospitalar Penitenciário.

Um outro agente, da Penitenciária de Flórida Paulista, também está em casa por ter tido contato recente com uma pessoa que estava com o coronavírus, apesar de não apresentar sintomas.

Uma possível chegada da epidemia no sistema penitenciário causa alarme no governo pela facilidade que o vírus teria de se disseminar.

A partir de sábado (21) e durante 15 dias, o governo vai restringir o direito de visitas a um visitante por preso por fim de semana e vai proibir visitantes acima dos 60 anos.

A Prefeitura da cidade de Pacaembu, no interior de São Paulo, foi além e proibiu a hospedagem de parentes de presos e a entrada de ônibus na cidade. Segundo o município, pousadas e hotéis da cidade têm recebido ligações com essa informação

O sistema paulista tem cerca de 230 mil presos, concentrados em 150 mil vagas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.