Descrição de chapéu Obituário Carlos Eduardo de Camargo Andreoli (1960 - 2020)

Mortes: Empresário, era apaixonado por carros e Fórmula 1

Carlos Eduardo de Camargo Andreoli comandava uma empresa de eventos em Santo André

São Paulo

Ninguém sabe quando se deve desengavetar os sonhos. Muitas vezes, não há tempo para realizá-los.

O empresário Carlos Eduardo de Camargo Andreoli era apaixonado por carros, e pelo menos um dos seus grandes desejos estava ligado a eles.

Carlos queria comprar um carro antigo e reformá-lo a seu gosto, mas não houve tempo. Ele morreu no dia 27 de março. A causa, ainda provável, é infecção por coronavírus.

Carlos Eduardo de Camargo Andreoli (1960-2020)
Carlos Eduardo de Camargo Andreoli (1960-2020) - Arquivo pessoal

Na frente da TV ou no autódromo, sua presença era garantida nas corridas de Fórmula 1. A próxima temporada, bem como a coleção de miniaturas de carros, não terão mais o seu admirador fiel; nem as feiras de carros antigos.

Carlos nasceu em Santo André (ABC), onde montou uma empresa de eventos e assessoria de imprensa, e onde se tornou uma das pessoas mais queridas da cidade.

“Meu pai era uma pessoa muito gentil e carinhosa. Gostava de fazer amigos e tinha um coração enorme.

Ele parava as suas atividades para ajudar quem precisava. Ninguém tinha nada de ruim para falar sobre ele”, afirma a filha, a empresária Giovanna Andreoli, 23.

À frente da empresa, com a esposa Maristela Andreoli, criou projetos de sucesso em Santo André, como o Sabores na Rua —um festival que une gastronomia e cultura nas vias da cidade— e o Pets Day, evento que estimula a adoção de animais e reúne empresas do segmento pet.

“Tudo o que eu aprendi profissionalmente, a gentileza, os conceitos de moral, ética e bondade devo ao meu pai”, diz Giovanna.

Carlos Eduardo de Camargo Andreoli morreu dia 27 de março, aos 59 anos. Deixa esposa e dois filhos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.