Temporal deixa um morto no Espírito Santo e cidades embaixo d'água

Chuvas desde domingo ainda deixaram comunidades isoladas por conta das inundações no estado

Rio de Janeiro

As fortes chuvas que têm atingido o Sudeste nos últimos dias fizeram mais uma vítima na segunda (2), em Cariacica, no Espírito Santo.

O rio Formate, que nasce em Cariacica e deságua em Vila Velha, passando pela cidade de Viana, transbordou, atingindo as cidades.

Gustavo Mendes, morador da zona rural de Cariacica, da região de Duas Bocas, morreu após ter seu carro soterrado. O homem de 50 anos ia ao resgate de um amigo isolado pelas inundações. 

Em todo o estado são, segundo a Defesa Civil, quase 400 pessoas desalojadas e 180 desabrigados, encaminhadas a abrigos municipais. 

Vista aérea de inundação em Viana (ES), nesta segunda-feira (2)
Vista aérea de inundação em Viana (ES), nesta segunda-feira (2) - Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do ES

Embora a água tenha baixado na maior parte do estado, ainda há comunidades isoladas por conta das inundações, como a de Pedra Branca, no município de Vargem Alta. 

Em Iconha, que já sofreu com as chuvas no começo do ano, as aulas da rede municipal estão suspensas e um casal foi resgatado com ferimentos leves por vizinhos após sua casa ser parcialmente destruída pela enxurrada.

Em Anchieta, um dique do rio Benevente se rompeu, fazendo com que a água atingisse moradores. Alguns trechos de rodovias que cortam o estado estão interditados.

Os bombeiros ainda trabalham em alerta máximo e nos próximos dias o risco de quedas de barreiras e inundações é alto em boa parte do estado. 

As fortes chuvas que atingem o Sudeste desde o fim de semana também causaram estragos no Rio de Janeiro e na Baixada Santista. 

Nesta terça, seis casas desabaram na zona norte do Rio. Também foi, nesta terça, encontrada a quinta vítima das chuvas no estado.

O corpo do jovem Mateus Souza Oliveira, 21, que estava desaparecido desde domingo (1º), foi achado por moradores na margem de um rio em Queimados (a 55 km da capital) por volta das 7h.

O temporal que atingiu a Baixada Santista, entre a noite desta segunda-feira (2) e a madrugada desta terça (3), havia causado a morte de ao menos 16 pessoas, segundo informações na tarde desta terça, e deixou outras 33 desaparecidas. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.