Descrição de chapéu Coronavírus

Witzel anuncia medidas em escolas, shows, eventos esportivos e prisões

Governo do Rio quer reduzir proliferação do coronavírus com suspensões de eventos e aulas

Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) anunciou nesta sexta-feira (13) diversas medidas para combater a pandemia de coronavírus no estado, a fim de evitar aglomeração de pessoas e consequentemente o contágio da doença.

Entre as medidas, o governador determinou que redução de atendimento público em todas as repartições públicas do estado e que escolas públicas e privadas antecipem o recesso das férias escolares pelos próximos 15 dias, que podem ser prorrogados por mais 15.

Ele também determinou pelo prazo de 15 dias a suspensão de eventos esportivos e coletivos, além dos prazos processuais dos processos em curso perante a administração pública, bem como acesso a autos dos processos físicos, e restrição a visitas em unidades penitenciárias, incluindo as íntimas. O transporte de detentos foi igualmente suspenso.

Witzel vai se reunir nesta tarde com empresários e representantes da cadeia de supermercados para não haver nenhum tipo de desabastecimento na cidade. O governador ainda avisou que pretende conversar com donos de teatros e cinemas para explicar os procedimentos necessários.

"Determino por 15 dias a suspensão de eventos e atividades, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como eventos esportivos, shows, feiras, comícios e passeatas em local aberto ou fechado. Também estamos determinando pelos próximos 15 dias a proibição de atividades coletivas, como cinemas, teatros e afins", disse o governador.

O decreto assinado por Witzel determina que qualquer servidor público, empregado público ou contratado por empresa que presta serviço ao estado do Rio de Janeiro que apresentar febre ou sintomas respiratórios, como tosse seca, mialgia e dificulade para respirar, passa a ser considerado caso suspeito e deverá adotar protocolo de atendimento específico.

Outro anúncio do governo diz respeito ao regime de trabalho dos servidores públicos. O decreto aponta que os profissionais devem exercer suas funções laborais preferencialmente fora das instalações físicas do órgão de lotação, em trabalho remoto de home office, desde que observada a natureza da atividade, mediante a utilização de tecnologia de comunicação disponíveis.

​O documento ainda deixou em aberto que a a autoridade superior poderá conceder antecipação de férias ou flexibilização da jornada com efetiva compensação. As reuniões administrativas serão preferencialmente não presenciais, ou seja, virtuais.

Já os pacientes diagnosticados com Covid-19 internados na rede pública e privada de saúde também tiveram visitas suspensas.

"Determinei a criação de um gabinete de crise para dar assistência 24 horas à população", disse o governador. "Precisamos estar todos conscientes do que fazer", apontou Witzel, que anunciou a publicação de um decreto com informações de como proceder.

O secretário de saúde Edmar Santos disse que o conjunto de medidas tem como objetivo reduzir a movimentação de pessoas e evitar aglomerações.

"As crianças também devem permanecer o máximo de tempo possível dentro de suas casas. Não adianta circular livremente em parques e casas e depois levar a contaminação para dentro de casa. Com essas medidas, queremos desacelerar o processo, garantindo que o sistema de saúde possa acompanhar de forma adequada os casos que vierem a se apresentar de forma grave", afirmou o secretário.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.