Descrição de chapéu Coronavírus

Shopping catarinense deve adotar medidas de segurança, determina Justiça

Local reabriu nesta quarta-feira com música ao vivo e palmas de lojistas a clientes

Porto Alegre

A Justiça de Santa Catarina determinou que o shopping que reabriu com música ao vivo e palmas para clientes garanta distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas e lotação até 50% da capacidade e que não promova apresentações.

Caso não cumpra a liminar, o shopping está sujeito a ser fechado e pode pagar uma multa diária de R$ 500 mil.

Na última quarta-feira (22), o Neumarkt Shopping, em Blumenau, a 91 km de Florianópolis, no Vale do Itajaí, recepcionou os clientes com um saxofonista e lojistas batendo palmas para os visitantes. O local ficou fechado por um mês e reabriu após o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL) permitir esse tipo de atividade.

A portaria catarinense, porém, proíbe “shows, apresentações e similares, que possam gerar aglomeração de pessoas” nos estabelecimentos comerciais.

Um vídeo gravado no interior do shopping mostra clientes do lado de fora esperando as portas serem abertas. Quando as pessoas finalmente podem entrar, os corredores ficam tomados por pessoas de máscaras, incluindo idosos e crianças.

"É fato notório que a pandemia causada pelo coronavírus impactou a saúde pública da cidade de Blumenau. É a terceira em número de casos (81) em Santa Catarina. Daí surge a necessidade das normas padronizadas pelo Estado serem rigorosamente observadas pelos responsáveis de estabelecimentos comerciais, nos quais há circulação de pessoas, para auxiliar no controle da propagação do vírus", escreveu o juiz Frederico Andrade Siegel na decisão que atendeu uma ação civil pública da Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina.

Procurado para comentar a decisão, o shopping afirmou que está cumprindo rigorosamente todas as orientações do governo.

Funcionários de diferentes lojas relataram à Folha que foram chamados pelo shopping para participar das palmas para a reabertura e se sentiram desconfortáveis com a iniciativa. Procurada, a administração do shopping disse ter tomado os devidos cuidados sanitários.

Clientes entram no shopping Neumarkt, recebidos com palmas - Reprodução/Twitter

"Reabrimos nossos shoppings aplaudindo as pessoas no horário da abertura. Foi uma forma carinhosa de demonstrar o respeito que temos pelos nossos clientes", afirmou o shopping, por meio de sua assessoria de imprensa.

“Não bati palma. Não é o momento de bater palma para cliente. Estamos no meio de uma pandemia”, opinou uma vendedora, que preferiu não se identificar.

De acordo com o shopping, um produto importado dos Estados Unidos que "elimina até 99,99% dos micro-organismos" foi aplicado nos ambientes frequentados pelos consumidores.

No entanto, mesmo que superfícies sejam higienizadas o novo coronavírus pode ser transmitido de uma pessoa infectada (mesmo que assintomática) a outra quando se encontram em proximidade.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.