Descrição de chapéu Obituário João Vicente Nocera (1928 - 2020)

Mortes: Na linha de frente da vida, foi médico e professor

Urologista e cirurgião, João Vicente Nocera foi professor na Escola Paulista de Medicina

São Paulo

O paulistano João Vicente Nocera era filho de imigrantes italianos e tinha dois irmãos. A mãe, dona de casa exemplar, cuidava da família, e o pai trabalhava no comércio.

O amor pela medicina cresceu com João. O destino já falava, alto e bom som, que ele seria um médico conceituado. A família se esforçou, juntou as economias para investir no futuro urologista e cirurgião.

Sonho realizado. João formou-se na Escola Paulista de Medicina, onde conquistou a cadeira de professor-adjunto da disciplina de urologia.

João Vicente Nocera (1928-2020)
João Vicente Nocera (1928-2020) - Arquivo pessoal

Paralelamente ao consultório particular, trabalhou nos hospitais São Paulo e Cruz Azul, onde assumiu a direção clínica, e foi capitão-médico da Polícia Militar.

Casou-se com sua única namorada, não muito tempo depois de tê-la visto pela primeira vez. Da união com Maria Thereza de Carvalho Nocera nasceram duas filhas.

Um convite para lecionar na Faculdade de Medicina da Universidade Católica de Pelotas e assumir a direção da escola fez com que se mudassem para o Rio Grande do Sul.

Lá também atendia pacientes, na Santa Casa de Misericórdia de Pelotas e em um consultório particular. Era, ainda, membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, segundo recorda o genro, o aposentado Álvaro Luiz de Carvalho Tomassini, 74. “Ele amava a medicina e dar aulas.”

“João era um homem de fino trato, amável, educado, honesto e dedicado à família. Mesmo depois de muitos anos de formação, estava sempre estudando a literatura médica para se atualizar”, diz Tomassini.

Após cerca de seis anos no Rio Grande do Sul, voltou para São Paulo. A saída foi provocada por mudanças na universidade —mas João adorava o movimento da cidade grande. Saía bastante, mesmo após se aposentar.

Quando a vida pedia um pouco de paz na rotina agitada, geralmente aos finais de semana, o local escolhido era a chácara em Monte Alegre do Sul (130 km de SP).

João Vicente Nocera morreu dia 8 de maio, aos 92 anos. Estava com a saúde debilitada, e seu quadro se agravou quando teve problemas hepáticos. Ficou internado, mas não resistiu. Deixa a esposa, duas filhas e dois genros, três netos e um bisneto.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.