Chuva destelha casas e alaga vias em cidades do interior e do litoral de SP

Regiões de Sorocaba, Marília, Presidente Prudente e Baixada Santista estão entre as atingidas

Ribeirão Preto

As fortes chuvas registradas entre a noite desta sexta-feira (26) e este sábado (27) provocaram estragos em cidades do litoral paulista e também em cidades do interior.

Os danos foram registrados nas regiões de Marília, Presidente Prudente, Sorocaba e na Baixada Santista.
Presidente Prudente sofreu muitos danos, com destelhamento de casas, muros desabados e árvores caídas devido ao temporal, provocados pela chuva de granizo e os fortes ventos.

A região mais impactada, de acordo com a prefeitura, foi a do bairro João Domingos Netto. Também foram relatados danos no Cremonezi. Os dois bairros ficam na zona norte de Presidente Prudente.

O temporal derrubou ao menos oito árvores na cidade, além de destelhar dezenas de casas e estabelecimentos comerciais. O volume de chuvas passou de 70 mm.

Em uma das casas destelhadas no João Domingos Netto, duas pessoas se feriram, entre elas uma criança.

Servidores da prefeitura fizeram bloqueios em vias para a retirada de árvores que caíram com o temporal que atingiu Presidente Prudente Crédito: Divulgação

Com os estragos, a prefeitura Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil montou na praça do bairro um ponto de coleta para receber doações de telhas, lonas, colchões, roupas de cama e alimentos.

“Iremos dar todo o suporte e apoio necessário para as famílias, mas incentivamos que a população se ajude neste momento de urgência. Se você tem um vizinho ou conhece alguém que esteja passando por alguma necessidade não deixe de ajudar”, diz trecho de comunicado da administração.

Em outras cidades da região, como Martinópolis, também foram registrados danos em imóveis e quedas de árvores.

A previsão do tempo indica mais chuvas para o final de semana nas cidades do oeste paulista.

DESABAMENTO

Em Marília, cerca de 40 árvores tombaram com as chuvas, mas os principais estragos ocorreram em Tupã, onde houve destelhamento de casas e interrupção no fornecimento de energia elétrica, após galhos de árvores atingirem a fiação.

Conforme a prefeitura, o distrito de Varpa foi a região mais atingida pelas fortes chuvas, com ventos de até 100 quilômetros por hora, que derrubaram mais de 120 árvores e causaram danos em 40 casas. Dez delas sofreram destelhamento e um barracão desabou. Não houve vítimas.

Na região de Sorocaba, a rua João Gabriel Mendes ficou alagada após o nível do rio subir quase um metro.
Já na Baixada Santista, foram registrados principalmente pontos de alagamento e deslizamentos de terra.

Em Santos, o um deslizamento ocorreu no morro Santa Maria e deixou uma família desalojada. Já os alagamentos aconteceram em vias como a Boris Kauffmann e Nossa Senhora de Fátima.

Um alagamento também foi registrado em São Vicente, na avenida Penedo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.