Descrição de chapéu Coronavírus

Escolas de Minas inventam drive-thru junino para terem festa presencial

Do carro, famílias acompanham quadrilha dos professores e brincam na pescaria

Marcello Oliveira
Belo Horizonte

Se muitas escolas promovem festas juninas virtuais, ao menos três colégios mineiros decidiram dar um jeito de realizar o festejo de forma presencial, mas com segurança por causa da pandemia do novo coronavírus.

As escolas adotaram o formato drive-thru, em que famílias das crianças entram nas unidades com o carro, acompanham a quadrilha formada por professores de máscara e, sem saír dos veículos, participam de brincadeiras.

No Instituto Educacional Saramenha, a ideia inicial era organizar a festa junina online, quando surgiu a ideia do drive-thru.

“Diante da incerteza do momento, queríamos de alguma forma levar um pouco de carinho e felicidade para nossos alunos. Criamos um lema: ‘Você vem... de carro com a família e Você ganha... sorriso sincero, kit Junino e mata a saudade da escola’”, disse a coordenadora-geral do instituto, Karen Gonçalves.

O convite foi enviado às famílias pelo aplicativo da escola, inclusive com dicas de higiene para a ocasião. Trinta minutos antes da abertura dos portões, já havia uma longa fila de carros para entrar na escola. Ao todo, 150 automóveis participaram da festa, no início do mês.

As famílias entravam de carro pelo portão principal de acesso ao pátio, onde eram recebidas por parte da equipe de funcionários da escola.

A tradicional quadrilha ganhou adaptações na letra e nos passos coreografadas para caber dicas de higiene. Os professores faziam roda em volta do veículo e envolvia os ocupantes na dança.

A última parada no drive-thru junino era na brincadeira da pescaria. De dentro do carro, os alunos recebiam uma vara para pescar.

O prêmio era um kit com quitutes, pipoca, algodão doce, estalinho e a cartela do bingo, para ser utilizada no “arraiá virtual”, dois dias depois. Dali, os carros passavam pela quadra de esportes da escola e deixavam a instituição pelo portão lateral.

"Foi muito emocionante entrar na escola com o carro, mamãe até chorou", conta a educadora física Rita Espanguer, que tem dois filhos na escola.

O modelo de festa dentro dos carros também foi adotado pelo Instituto Educacional Manoel Pinheiro. Funcionários prepararam kits com comidas típicas que foram distribuídos aos alunos. Ao todo, 400 pessoas participaram da festa.

"Foi a oportunidade de rever nossos alunos. A escola não tem vida sem eles", disse a diretora pedagógica da escola, Viviane Brandão de Toledo.

Em uma rua de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, bandeirinhas de festa junina dividiam a rua em frente ao Colégio Sócrates para sinalizar a faixa destinada ao drive thru junino, que ocorreu no último dia 20.

Os pais entravam na fila com o carro e ao chegar em frente ao portão principal do colégio, recebiam um kit com caldo de mandioca, canjica, pipoca, doces, brindes e máscaras personalizadas, mas o "arraiá" foi além.

As famílias foram convidadas a doar agasalhos para serem doados para instituições sociais de Contagem. "Vimos pais, alunos e colaboradores emocionados, alguns até chorando, pois a nossa festa é muito tradicional e esse ano celebraria os 25 anos do colégio. Tivemos um retorno muito legal nas redes sociais, foi uma experiência marcante", disse Winder Almeida, diretor da instituição.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.