Baleia, golfinho e pinguins são encontrados mortos no litoral do Rio

Causa da morte será investigada, mas redes de pesca podem ter contribuído para o óbito

Waleska Borges
Rio de Janeiro

Um filhote de baleia jubarte foi encontrado morto neste sábado (11) no Mangue de Pedra, em Búzios, na região dos lagos do Rio de Janeiro. Com cerca de três toneladas, o animal foi visto já sem vida e em estágio de decomposição. A carcaça foi removida da praia nesta segunda-feira (13).

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Pesca de Búzios, além do filhote de baleia, um golfinho sem a cauda e seis pinguins também foram encontrados em praias desde sexta, quatro deles já mortos. As mortes podem ter a ver com redes de pesca.

Pinguins e baleias costumam ser vistos nesta época do ano migrar para o Sudeste. No litoral norte de São Paulo, houve aparição recorde de pinguins-de Magalhães no mês passado.

A operação de retirada da baleia começou por volta das 6h desta segunda-feira e durou cerca de três horas. O trabalho envolveu cerca de 20 homens da Guarda Marítima Ambiental. A operação de remoção precisou ser feita no horário de pico da maré cheia para minimizar eventuais impactos.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Pesca de Búzios, Duda Tedesco, no dia 24 de junho houve a notificação de uma baleia presa em rede de pesca na região de Araruama. No dia 27 de junho, ela foi avistada na altura de Arraial do Cabo, já morta e à deriva.

Já o golfinho foi encontrado, sem parte da cauda, na praia de Tucuns. Tedesco diz acreditar que o animal teve parte do corpo decepada após se enrolar numa rede de pesca. “Esses animais são arrastados para Búzios pelos ventos. O filhote de jubarte foi localizado em uma área no Mangue de Pedra que só existe igual no Japão, no Recife e aqui em Búzios. O trabalho foi feito com segurança. A baleia foi levada para o alto mar”, disse o secretário. Já o golfinho e os pinguins mortos foram enterrados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.