Descrição de chapéu Coronavírus

Campinas e outras 8 regiões de SP progridem de fase no plano de reabertura

Governo Doria diz que 86% da população do estado está na fase amarela

São Paulo

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (7) que 9 regiões do estado progrediram de fase de reabertura no Plano São Paulo. Com a atualização, 86% da população se encontra na fase amarela.

Avançaram de fase de liberação as regiões de Campinas, Araçatuba, Bauru, Marília, Piracicaba, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Sorocaba e Taubaté. Essas regiões somam 15 milhões de habitantes..

"Uma ótima notícia que mostra a nossa evolução no controle da pandemia. Continuamos trabalhando pela flexibilização de forma segura e tranquila", disse o governador.

Ribeirão Preto e Piracicaba tinham situação mais grave e estavam na fase vermelha, a de alerta máxima, mas mudaram direto para a fase amarela, sem passar pela laranja. Para que um local seja incluído na fase amarela, segundo o plano de reabertura, é preciso (dentre outras coisas) que a ocupação de leitos seja de até 80%.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, o principal indicador que possibilitou a mudança do status dessas regiões foi o aumento na capacidade hospitalar. "Todas essas regiões pelo menos dobraram seus leitos de UTI nesse processo", afirmou.

Essa última atulaização registrou o segundo maior salto de população em áreas de maior flexibilização do plano. Em 31 de julho, 52,3% dos paulistas estavam em regiões na faixa amarela. O percentual subiu para 86,1% nesta sexta.

A mudança só perde para quando, em 26 de junho, a capital e mais duas regiões da Grande São Paulo avançaram na flexibilização, fazendo com que o estado mudasse de 0% para 35,2% das pessoas na fase amarela.

Houve regressão de fase, no entanto, na região oeste da Grande SP, que passou do amarelo para o estado laranja. Apesar de estar com a ocupação de leitos de UTI em 57,2%, o número de óbitos por coronavírus aumento nessa área.

Com a reclassificação anunciada nesta sexta, apenas duas regiões permanecem no estado vermelho, de alerta máximo: Franca e Registro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.