Descrição de chapéu Obituário José Ruy Veloso Campos (1947 - 2020)

Mortes: Dos méritos, a amabilidade deixou marcas na vida

José Ruy Veloso Campos era delicado e cuidadoso no trato com as mulheres

São Paulo

José Ruy Veloso Campos seguiu a tendência vanguardista da família. Seu pai, Ruy Berriel Campos, havia deixado o Rio de Janeiro rumo à Araçatuba (527 km de SP) em busca de novas oportunidades.

Primeiro, conseguiu emprego numa fazenda e anos depois abriu uma farmácia. José, que era o mais novo de três filhos, nasceu no interior paulista.

Aos seis anos, José ficou órfão de pai. Junto com a criação da mãe e das irmãs, recebeu boas influências que o ajudaram a ser um homem de bem, principalmente no trato com as mulheres e a família.

José Ruy Veloso Campos (1947-2020)
José Ruy Veloso Campos (1947-2020) - Arquivo pessoal

Ainda em Araçatuba, formou-se em Letras. Quando chegou a São Paulo, entrou no mestrado em Marketing, na USP, mas fez carreira em Turismo e Hotelaria.

José tornou-se consultor independente. Trabalhou no Senac como gestor da área. Na Universidade São Francisco, coordenou e lecionou no curso de Turismo e Hotelaria. Além disso, fundou e dirigiu a Associação Brasileira dos Dirigentes de Escolas de Turismo e Hotelaria.

“Meu pai gostava muito de entretenimento e principalmente de cinema, fato que provocou alguns insights de cursos que criou no Brasil. Um deles foi o de guarda-parque”, conta a filha, a gerente de marketing e vendas, Vivianne Camargo Veloso Campos, 46.

De carona na criatividade, José escreveu peças de teatro, microcontos e tinha o dom de atrair as pessoas para capacitação e formação cultural. “Ele fez isso com os filhos e eu sou grata”, afirma Vivianne.

José era inteligente, politizado, apreciava gastronomia e hospitalidade. Foi sensível para questões tipicamente femininas e atento a detalhes na criação dos filhos.

“Cuidar, receber, proporcionar e formar pessoas eram pontos muito fortes em meu pai”, diz.

José Ruy Veloso Campos morreu dia 18 de outubro, aos 73 anos, de parada cardíaca. Separado, deixa três filhos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.