Descrição de chapéu Obituário Rogério Stanisci Gomes (1978 - 2020)

Mortes: Na escola da vida e do samba fez valer cada amanhecer

Rogério Stanisci Gomes deixou as passarelas para investir na área da saúde

São Paulo

O paulistano Rogério Stanisci Gomes era apaixonado por Carnaval, pelo Palmeiras e pela Escola de Samba Mancha Verde.

Frequentador assíduo da quadra da agremiação, Rogério guardava em seu coração parte da alegria transmitida pelo samba.

Somente a família conhecia seu lado extrovertido. Com a mãe, irmãos e sobrinhos, preocupava-se exageradamente. Se dependesse dele, nunca faltaria nada a ninguém.

Rogério Stanisci Gomes (1978-2020)
Rogério Stanisci Gomes (1978-2020) - Arquivo pessoal

Cuidadoso com assuntos pessoais, preservou sua vida ao máximo.

Dos três irmãos, Rogério era o mais despojado. Destacava-se também no quesito tranquilidade. Na escola, sempre foi um aluno exemplar, segundo o irmão, o jornalista Cristiano Stanisci Gomes, 45.

Ao concluir o ensino médio, investiu em cursos na área da saúde, como enfermagem e cuidador de idosos, sua atual profissão.

Antes de apostar nas capacitações em saúde, campo profissional que tinha afinidade, Rogério foi modelo e participou de campanhas publicitárias no Brasil e na Europa. Ficou cerca de dez anos e deixou o mundo do glamour por se decepcionar com a carreira.

Coragem não lhe faltou para viver intensamente tudo o que desejou. Das aventuras das viagens que fez aos shows de MPB, em especial da cantora e compositora Maria Bethânia, Rogério realizou seus sonhos.

Assim como os versos do último samba-enredo da escola de samba que tanto admirou —“Pai, perdoai, eles não sabem o que fazem—”, fez valer cada amanhecer e usou o seu tempo para sonhar.

Rogério Stanisci Gomes partiu precocemente no dia 23 de outubro, aos 42 anos. Deixa a mãe, dois irmãos, dois sobrinhos e a cunhada.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.