Descrição de chapéu Obituário Maria Goretti Soeiro Machado (1960 - 2020)

Mortes: Sem economizar alegria, colecionou terços e amigos

Maria Goretti Soeiro Machado tinha amigos espalhados por todo o país

São Paulo

Não faltaram obstáculos na vida da funcionária pública Maria Goretti Soeiro Machado, mas todos foram driblados com alegria.

O casamento não deu certo, mas força e coragem não lhe faltaram para criar sozinha a filha, a estudante de medicina Isadora Machado Sanches, 26.

Nascida em São Luís (Maranhão), Maria Goretti estava sempre de bem com a vida. Alegre e festeira, conhecia gente pelo Brasil inteiro. Ela gostava de reunir os amigos e viajar. Foi a primeira coisa que fez quando começou a trabalhar e recebeu o primeiro salário.

Maria Goretti Soeiro Machado (1960-2020)
Maria Goretti Soeiro Machado (1960-2020) - Arquivo pessoal

Para facilitar os encontros e as conversas com as amigas, Maria Goretti criou o grupo Amigas para Sempre, no WhatsApp.

“Ela tinha Jesus em seu coração, em seus lábios, em seus ouvidos, em seu olhar, em suas mãos, em suas atitudes, em sua vida. Tinha a alegria e a sabedoria do bem viver, a bem-aventurança dos simples, a sobriedade dos felizes, a capacidade de fazer e congregar amigos, a ética dos justos. Foi uma verdadeira cristã”, diz o amigo, o engenheiro agrônomo Luiz Thadeu Nunes e Silva, 61.

Católica, Maria Goretti colecionava terços de vários locais do mundo e costumeiramente presenteava os amigos.

Tão intensa também foi na cultura. Em São Luís, acompanhou todas as manifestações culturais. Além disso, era apegada aos livros. O gosto, provavelmente herdou da mãe, a poetisa Maria Filomena Soeiro, 93, que tem dois livros de poesia publicados.

Maria Goretti nunca fumou, ingeriu álcool ou cometeu excessos na alimentação. O fato de ser disciplinada, não a livrou do câncer.

O primeiro, no ovário, apareceu em junho de 2018. Em dezembro do mesmo ano, os médicos a consideraram curada. Em março de 2020, após sentir dores no estômago, foi internada e descobriu câncer de peritônio. Perto de ter alta do tratamento foi diagnosticada com o mesmo problema, mas no fígado.

O sonho de dar uma grande festa em seu aniversário de 60 anos, em 12 de setembro, não foi realizado.

Maria Goretti ficou 201 dias internada e descansou em paz ao participar, no hospital, do noivado da filha com Frederico Costa e Silva, 31. Foi a certeza de que Isadora estará em segurança.

Maria Goretti morreu dia 13 de outubro, aos 60 anos. Deixa a mãe, a filha, o genro, seis irmãos e sobrinhos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.