Descrição de chapéu Obituário Helena Freire Moreau (1956 - 2020)

Mortes: Transformou vidas, espalhou amor e generosidade

Helena Freire Moreau participou da Pastoral da Criança, fundada por Zilda Arns

Marilia Balbi
São Paulo

O talento para pintura, desenho e cerâmica dizia muito sobre a paulistana Helena Freire Moreau: a arte refletia sua bela essência. Generosa, espalhou amor.

Desde criança Helena tinha interesse em ajudar o próximo. Tornou-se ativista social.

“Amiga e companheira, tinha sempre uma palavra de carinho. Ela pegava na mão das pessoas e as ajudava a pensar, agir e ser alguém melhor. A Helena nos ensinou a olhar o outro como ele é e não como idealizamos”, afirma a irmã, a tutora de ensino à distância, Elisa Freire Moreau.

Helena Freire Moreau (1956-2020) e a irmã, Elisa Freire Moreau (à dir.)
Helena Freire Moreau (1956-2020) e a irmã, Elisa Freire Moreau (à dir.) - Reprodução/Facebook

Religiosa e espiritualista, participou da Pastoral da Criança, fundada por Zilda Arns, e colaborou com o trabalho assistencial do padre Júlio Lancelotti. Por décadas, participou do grupo de oração formado por Frei Betto.

Aos sábados, antes da pandemia de Covid-19, acompanhava o grupo Senta aqui. Conversa comigo, um coletivo que promove o encontro de pessoas em espaços públicos.

O projeto, criado pela amiga de infância, a psicóloga Carla Pilon, a qual chamava carinhosamente de Carlá, teve o apoio incondicional de Helena através da divulgação nas redes sociais e sua constante participação nos encontros.

Helena formou-se em economia na PUC-SP e teologia na Escola Dominicana de Teologia. Falava fluentemente francês e inglês, e trabalhava também com traduções. Sua avó era brasileira e tataraneta da marquesa de Santos.

Helena era alto astral e dona de um sorriso inesquecível. As palavras de esperança indicavam que estava sempre pronta para acolher.

“Nunca vou esquecer a sua ajuda com Pedro quando fomos a São Paulo na esperança de conseguir um transplante. Helena me acompanhou com carinho", diz Thaís, uma amiga do Rio.

Helena Freire Moreau morreu dia 17 de outubro, aos 63 anos. Deixa os irmãos François, Pierre, Edouard, Lucia, Elisa, Charles e Antoine, sobrinhos —um em especial, Martim, que foi criado por ela— e amigos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.