Parques da capital paulista voltam a funcionar aos finais de semana e feriados

Medida anunciada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) começa a valer a partir do feriado prolongado de Finados

São Paulo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (26) a reabertura dos parques aos sábados, domingos e feriados.

A medida começa a valer a partir do próximo sábado (31) —fim de semana prolongado de Finados. A decisão será publicada no diário oficial do município desta terça (27).

O anúncio foi feito durante a vistoria do parque Ibirapuera após a concessão deste para a empresa Urbia, a nova responsável pela gestão do espaço pelos próximos 35 anos.

A vistoria ocorreu para marcar a transição de gestão do Ibira, que sairá do guarda-chuva da secretaria de Verde e Meio ambiente e passará para a Urbia.

“Graças à evolução da pandemia em São Paulo, não só não foi observado um segundo pico, como os números estão melhorando, e a vigilância sanitária autorizou a reabertura dos parques”, disse Covas.

Os horários de funcionamento voltam aos mesmos da pré-pandemia, mas os locais não poderão ultrapassar 60% de sua capacidade.

O Ibirapuera, por exemplo, ficará aberto das 5h às 0h —e 24h de sábado para domingo. E o Parque do Carmo, das 5h30 às 20h. Os horários das demais instalações precisam ser consultados individualmente.

PORTAS FECHADAS

Os parques paulistanos foram fechados em 20 de março, nove dias depois de a Covid-19 ganhar status de pandemia, em decreto de calamidade que também suspendeu os serviços presenciais de Detran e Poupatempo.

Em julho, 70 parques municipais e 9 estaduais reabriram na capital paulista, de segunda a sexta, em horários reduzidos –das 10h às 16h, com exceção dos parques Ibirapuera e do Carmo, abertos das 6h às 16h. Permaneciam, porém, fechados aos fins de semana e feriados.

Em agosto, os parques estaduais passaram a funcionar em seu horário regular, também de segunda a sexta. A gestão mantinha os locais fechados aos fins de semana para evitar aglomerações. Era frequente, no entanto, que a população ocupasse os gramados nos arredores do Ibirapuera, ao longo da avenida Pedro Álvares Cabral.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.