Descrição de chapéu Obituário Mauricio Soares (1939 - 2021)

Mortes: Três vezes prefeito no ABC, esteve na raiz do movimento metalúrgico

Maurício Soares foi um dos fundadores do PT e deixou partido nos anos 1990

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Mineiro de Abaeté, Maurício Soares foi um dos fundadores do PT e o primeiro prefeito pela sigla em São Bernardo do Campo (ABC), em 1989.

Governou o município em outras duas ocasiões, pelo PSDB e PPS (atual Cidadania): de 1997 a 2000 e entre 2001 e 2003 —nesta última, renunciou devido a problemas de saúde. O então vice-prefeito, William Dib, assumiu o posto.

Formado em direito pela USP, nos anos 1980 coordenou o departamento jurídico do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Na década de 1990, após a primeira gestão como prefeito, Maurício atuou no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, mas por desentendimentos deixou a entidade e o PT.

Mauricio Soares (1939-2021)
Maurício Soares (1939-2021) - Divulgação

“Ele deixou um legado extraordinário, de honestidade ao longo de suas gestões. Nunca houve uma denúncia contra ele. O Maurício foi um extraordinário pai de família”, afirma o deputado federal pelo PT, Vicentinho, que também é advogado e professor universitário.

“Maurício Soares foi um homem pelo qual sempre tive profundo respeito por sua importante contribuição no início da minha carreira no movimento sindical e durante toda minha presidência no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Sua referência inspirou não só a mim, mas junto de outros homens e mulheres fez história com a fundação do PT, e se tornou o primeiro prefeito eleito pelo nosso partido em São Bernardo”, disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em nota.

Maurício Soares teve novas passagens pelo PT, pelo PSDB, pelo PHS e pelo Podemos. Foi secretário de Governo da gestão de Luiz Marinho (PT) e chefe da Pasta de Desenvolvimento Social na primeira gestão de Orlando Morando. Por problemas de saúde, foi substituído pela esposa Laerte Soares.

O ex-prefeito também participou da criação do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, em 1990, e presidiu a entidade regional em 1998.

Maurício Soares morreu dia 28 de março, aos 81 anos. Deixa a esposa, três filhos e cinco netos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.