Descrição de chapéu Obituário Rafael Kent (1980 - 2022)

Mortes: Destacou-se pelo olhar diferenciado

Rafael Kent fez trabalhos memoráveis para artistas e grandes marcas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Salvador

Foi por se destacar com genialidade por detrás das lentes, com um olhar diferenciado, que Rafael Kent se tornou um dos nomes mais conhecidos nacionalmente na direção audiovisual de videoclipes para a cena cultural brasileira, do underground ao mainstream.

Marcelo D2, BaianaSystem, Racionais MC’s, Sepultura, Vanessa da Mata e Ludmilla são apenas parte dos parceiros de trabalho de Kent como fotógrafo, "filmmaker", diretor e sócio da produtora independente CAVE, ao lado da esposa, Tânia Assumpção.

Formado em design gráfico, Kent nasceu no Rio, mas foi criado na Bahia. Mudou-se para São Paulo, onde iniciou a carreira audiovisual, ao constatar ser mais vantajoso fotografar vários artistas do que produzir apenas um deles.

Rafael Kent (1980-2022)
Rafael Kent (1980-2022) - Arquivo pessoal

"A conta era fácil: ser o produtor faz-tudo de uma banda acabava me dando somente uma possibilidade. Ser fotógrafo de todas eram várias possibilidades", comentava, sobre os tempos em que trabalhava como produtor de bandas de rock, segundo recorda Assumpção.

Com poucos recursos, antes de iniciar o próprio negócio, em 2012, criou o canal Projeto Studio62, no YouTube, no qual recebeu mais de 70 artistas no próprio apartamento, para experiências musicais mais intimistas. Entre eles, Luiza Possi, Riachão, Detonautas e Projota.

A partir de 2015, passou a aplicar o talento profissional também no campo da publicidade, o que, dois anos depois, o levou a vencer o Bronze em Cannes, na categoria Glass, pelo filme "Meninas Fortes", que dirigiu para a marca Nescau, da Nestlé.

Passou a produzir trabalhos para diversas marcas.

Foi indicado ao Grammy Latino, na categoria melhor vídeo musical versão curta, em 2020, com o videoclipe do remix da música "Saci" (BaianaSystem e Tropkillaz). Em 2021, recebeu indicação ao Grammy pelo clipe de "Reza Forte" (BaianaSystem com BNegão).

Aos 42 anos, Kent foi encontrado sem vida em casa, na capital paulista, no último 22 de abril, vítima de um AVC (acidente vascular cerebral).

Filho único de Vera com Fred, Kent havia visitado os pais, em Salvador, em uma viagem não planejada, dias antes de morrer, conta Assumpção. "Foi um choque para todos nós. Mas o maior legado que ele deixou está dentro das pessoas que conviveram com ele e o admiravam", diz.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.