Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/04/2011 - 21h14

Testes do teleférico do Complexo do Alemão terminam em maio

Publicidade

DE SÃO PAULO

Os testes do teleférico do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, terminam no dia 20 de maio, informou nesta quarta-feira o presidente da Emop (Empresa de Obras Públicas), Ícaro Moreno Junior.

Ele anunciou o fim dos testes durante a visita do ministro do Comércio Exterior da França, Pierre Lellouche, ao conjunto de favelas.

O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, afirmou que após os testes haverá um período de operação assistida, quando as 152 gôndolas estarão à disposição da comunidade de graça.

Cada gôndola tem capacidade para transportar 10 passageiros. O percurso terá 3,5 km, percorridos em 15 minutos. Ao longo do trajeto, foram construídas seis estações: Bonsucesso, Morro do Adeus, Baiana, Alemão, Itararé e Fazendinha.

Rafael Andrade21.dez.10/Folhapress
O então presidente Lula e o governador Sérgio Cabral (PMDB) durante a inauguração simbólica do teleférico
O então presidente Lula e o governador Sérgio Cabral (PMDB) durante a inauguração simbólica do teleférico

O secretário não soube precisar quanto tempo o teleférico terá esse tipo de operação, cujo objetivo é treinar moradores e funcionários para a utilização segura do equipamento. Como as gôndolas não param, será necessário mostrar à população a forma correta de se entrar nelas.

Também participou da visita o vice-presidente da empresa francesa Poma, Christian Bouvier, que está desenvolvendo o projeto de integração do teleférico ao sistema de transportes de massa. A empresa é responsável por sistemas nas principais regiões de esqui da Europa.

Moreno Junior afirmou que cerca de 3.000 funcionários já foram contratados para trabalhar na operação do teleférico. Ele disse ainda que estão sendo feitos estudos para integrar a estação da Fazendinha, que hoje é a última, com o metrô de Del Castilho e com a igreja da Penha.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página