Descrição de chapéu Obituário Moacyr Pereira (Toledinho) (1932 - 2019)

Mortes: Artilheiro do Tupi, fez 201 gols e amou o próximo

Moacyr Toledo viveu para o futebol e praticar a solidariedade

Patrícia Pasquini
São Paulo

As recordações deixadas pelo ex-jogador de futebol Moacyr Toledo —ou Toledinho, como era conhecido— para a população de Juiz de Fora (MG) não são restritas aos campos de futebol. 

Maior artilheiro da história do Tupi Futebol Clube, com 201 gols ao longo de 21 anos, e detentor de 31 títulos conquistados para o clube, Toledinho deixou muitas lições de humildade e solidariedade. 

“Meu pai valorizava as pessoas simples e era capaz de tirar uma peça de roupa do corpo para doar a algum necessitado”, conta o filho, o preparador físico Paulo Henrique Toledo. 

Moacyr Toledo (Toledinho) quando conduziu a tocha olímpica em passagem por Minas Gerais
Moacyr Toledo (Toledinho) quando conduziu a tocha olímpica em passagem por Minas Gerais - Arquivo pessoal

Anualmente, há 17 anos, Toledinho e um grupo de amigos organizam uma partida de futebol beneficente entre jogadores profissionais de futebol da cidade e da região, com o objetivo de arrecadar alimentos para instituições carentes. “O futebol e a ajuda ao próximo sempre estiveram conectados em sua vida”, diz Paulo.

A força da dedicação para buscar cada um dos gols conquistados ainda estava preservada. Mesmo com 87 anos, Toledinho trabalhava todos os dias na administração do estádio municipal e na escola de futebol do Clube Dom Pedro 2º.

Dois acontecimentos foram motivos de orgulho. Em 1966, quando a seleção brasileira realizou uma partida de futebol em Caxambu (sul de MG), Toledinho dividiu o campo com Pelé.

A foto dos dois jogadores estampa uma de suas camisas, hoje guardada pela família. Mais tarde, em 2016, o ex-jogador conduziu a tocha olímpica em passagem por Minas Gerais.

Toledinho morreu dia 13 de agosto, por insuficiência respiratória. Deixou a atual companheira, três filhos, sete netos e um bisneto.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.