Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter

Ribeirão Preto

26/04/2012 - 12h55

Ex-preso político, sindicalista morre aos 76 em São Carlos (SP)

Publicidade

DE RIBEIRÃO PRETO

O sindicalista Antonio Cabeça Filho morreu em São Carlos (232 km de São Paulo) na madrugada desta quinta-feira aos 76 anos, após um infarto, segundo a família.

O corpo está sendo velado no Cemitério Nossa Senhora Carmo e será levado nesta noite para São Paulo, onde será cremado.

O prefeito de São Carlos, Oswaldo Barba (PT), decretou luto oficial de três dias pela morte do sindicalista, ex-vereador e fundador do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade.

Cabeça Filho era uma conhecida figura política e sindical na cidade.

Segundo nota do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos, ele chegou a ser preso durante a Ditadura Militar por causa da sua atuação na entidade. Foi torturado pelo Dops (Departamento de Ordem Política e Social) por ter liderado um movimento grevista em 1968, ainda conforme o sindicato.

Após a democratização, foi vereador e primeiro secretário da Câmara de São Carlos, de 1989 a 1991. Na época, participou da comissão especial que elaborou a Lei Orgânica do Município de São Carlos.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página