Reportagem da Folha sobre fraudes em provas do Enem vence Prêmio Estácio

Jornal foi premiado na categoria impresso nacional; jornal analisou 3 milhões de provas

São Paulo

A reportagem “Estudo inédito indica alta chance de fraude em mil provas do Enem”, da Folha, conquistou o Prêmio Estácio de Jornalismo 2018 na categoria impresso nacional.
 
A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada na noite desta quarta-feira (31), no Rio de Janeiro. 

A reportagem foi produzida pelo editor do Núcleo de Inteligência da Folha, Fabio Takahashi, pelo analista de dados Daniel Mariani e pelos repórteres Mariana Zylberkan e Paulo Saldaña. 
 
A equipe realizou um estudo inédito que apontou indícios de fraude em cerca de mil provas do Enem. A reportagem foi publicada em abril, após três meses de análise de 3 milhões de provas aplicadas de 2011 a 2016. 
 
O modelo estatístico adotado para a produção da reportagem foi mais rígido do que o aplicado em investigações de fraudes em concursos públicos —foram encontradas 1.125 provas suspeitas.
 
Diante das evidências, o Ministério Público Federal do Ceará pediu ao Inep (instituto de pesquisas do Ministério da Educação) para apurar possíveis irregularidades. 
 
A reportagem concorreu com 334 trabalhos inscritos em oito categorias. Ao todo, 24 finalistas disputaram os prêmios.

O Grande Prêmio foi para uma reportagem do site Metrópoles, de Brasília, sobra as escolas com as notas mais baixas no Enem.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.