Campanha chama a atenção de usuários do metrô de SP para a causa da educação

Artista Bianca Klempe ilustra ação que também realizou doação para Casa do Zezinho

Campanha Impressione América na estação Pinheiros, da linha 4 Amarela do Metrô em São Paulo
Campanha Impressione América na estação Pinheiros, da linha 4 Amarela do Metrô em São Paulo - Divulgação
São Paulo

Quem passa pela Linha-4 Amarela do metrô de São Paulo já deve ter observado as imagens da jovem artista Bianca Klempe, 20, que ilustram a campanha "Impressione América Latina", que chama a atenção para a necessidade do desenvolvimento de atividades educativas, artísticas, culturais e esportivas para crianças e adolescentes de baixa renda.

Realizada pela Epson, multinacional de impressão, em parceria com a Avery Dennison, empresa especializada em materiais para rótulos e comunicação visual, o projeto realizado em dez países da região. A ação, presente nas estações Paulista e Pinheiros, resultou também em uma doação à Casa do Zezinho, organização que integra a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.

Criada em 1994, a organização recebe jovens entre 6 e 21 anos que frequentam a rede pública de ensino. A partir dos quatro pilares da Pedagogia do Arco Íris, criada pela psicopedagoga  Dagmar Garroux, conhecida como tia Dag, a ONG investe em programação socioeducativa que compreende artes, ciências, filosofia e espiritualidade.

Além do Brasil, outros nove países participam do “Impressione América Latina”: Chile, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México, Peru e República Dominicana. Equador e México receberam também em novembro campanhas de uso consciente da água e combate ao câncer, respectivamente. A ação ficará nos metrôs paulistanos até 20 de dezembro.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.