Artemisia inaugura parceria para acelerar negócios de impacto social na saúde

Iniciativa em conjunto com a Associação Samaritano busca soluções no combate a doenças crônicas não transmissíveis

Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo
Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo - Divulgação
São Paulo

A Artemisia inaugura nesta terça-feira (12) uma parceria com o objetivo de selecionar e acelerar negócios de impacto social na área da saúde.

Com o nome de Artemisia Lab: Promoção da Saúde e Prevenção, a iniciativa em conjunto com a Associação Samaritano selecionará, até o dia 15 de abril, empreendedores de startups que trabalham com soluções voltadas à promoção e à prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, as DCNT, como câncer, diabetes e problemas cardiovasculares e respiratórios.

Em 2017, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, o Brasil registrou 928 mil mortes por causas de DCNT, e as maiores vítimas eram pessoas de baixa renda, que estão mais expostas a habitações insalubres, desemprego e alimentação inadequada, entre outros fatores. E a situação é preocupante, já que 40% da população, ou seja, 57,4 milhões de brasileiros, sofre com pelo menos uma doença crônica, de acordo com levantamento feito pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) .

Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam bairro periférico no Recife
Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo - Divulgação

Desde 2014, quase 3 milhões de pessoas perderam seus planos de saúde em razão do desemprego. Esse é um fatores que explicam o grande aumento nos atendimentos de emergência nos hospitais estaduais nesse período: de 63,3 milhões, em 2014, para 84,4 milhões em 2017.

Esse cenário, que une saúde e vulnerabilidade social e é responsável por 73% das mortes no país —de acordo com a Federação Médica Brasileira—, motivou a parceira entre a Artemísia, parceira do Prêmio Empreendedor Social, e Associação Samaritano visando buscar soluções de impacto e acesso, associadas à saúde preventiva, para ajudar a população.

“Apostamos na força dos modelos de negócios como uma forma de gerar inovação e impacto social em larga escala no médio e longo prazo no setor da saúde. Estamos diante de iniciativas incipientes frente à dimensão dos desafios apresentados pelas doenças crônicas não transmissíveis no Brasil e vemos que é preciso apoiar o fortalecimento de uma nova geração de negócios que enderecem soluções de acesso à saúde”, afirma Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia.

Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo
Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam bairro periférico no Recife - Divulgação

​Para Luiz Maria, superintendente de responsabilidade social da Associação Samaritano, a parceria com a Artemisia permitirá identificar soluções criativas "para vencer o grande vazio assistencial existente neste segmento específico”.

Os empreendedores poderão se inscrever até 15 de abril pelo site https://www.artemisia.org.br/labsaude.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.