Startup realiza 'vaquinha virtual' para alertar sobre forte chuva

Ideia é informar a previsão meteorológica via aplicativos de troca de mensagens

Rodolfo Stipp Martino
São Paulo

Para conseguir instalar sensores na cidade de São Paulo e enviar alertas de risco de enchentes e de chuva forte, a startup Pluvi.On tenta arrecadar de R$ 90 mil a R$ 700 mil por meio de um financiamento coletivo.

Estão abertas as inscrições no Prêmio Empreendedor Social 2019! Inscreva-se

A ideia é informar a previsão meteorológica, de maneira precisa e antecipada, pelo Facebook Messenger e pelo WhatsApp para quem precisar.

Com os alertas, as pessoas podem se preparar e buscar um lugar seguro para ficar e não serem mais surpreendidos.

Nuvens carregadas são vistas a partir do bairro da Casa Verde
Nuvens carregadas são vistas a partir do bairro da Casa Verde - Lívia Marra - 6.abr.2019/Folhapress

Uma das empreendedoras da Pluvi.On Mariana Marcílio destacou que o projeto vai ajudar bastante os moradores de São Paulo. “A nossa expectativa é atingir a cidade inteira”, afirmou.

A empresa criou estações meteorológicas, desenvolvidas e fabricadas no Brasil e que possuem, segundo Mariana, um preço muito inferior aos equipamentos importados.

Os dados obtidos pelos sensores alimentarão um assistente virtual que vai passar as informações, de forma localizada e personalizada, para quem solicitar.

O morador pode enviar uma mensagem, por exemplo pelo celular, perguntando ao assistente virtual se vai chover em um determinado local durante a noite.

O financiamento coletivo será feito até o dia 23 de maio e há metas de arrecadação previstas. Se alcançar os R$ 700 mil, serão instalados 350 sensores para monitorar a cidade inteira.

O mínimo estipulado para ser arrecadado é de R$ 90 mil, que dará para implementar 30 sensores em três comunidades. Os locais serão escolhidos na periferia.

Já se não atingir o valor mínimo no financiamento coletivo, o projeto não será realizado, e o dinheiro voltará integralmente aos apoiadores.

Mariana contou que, apesar de o projetoter sido idealizado para ajudar as pessoas a se prevenirem das fortes chuvas,  a iniciativa privada já está usando as estações da startup.

“Há mais de 120 estações nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia. Estão sendo utilizado no setor agro, em logística e na engenharia civil, por exemplo”, afirmou.

Os empreendedores da   Pluvi.On receberam um convite para integrar a plataforma de cidades inteligentes da ONU, o United Smart Cities. Esse é um programa que chancela soluções urbanas desenvolvidas em nível global. “O nosso projeto foi apontado pela ONU como uma boa solução”, declarou Mariana .

O site do financiamento coletivo é:  https://benfeitoria.com/pluvion

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.