Projeto oferece mentoria e aulas de programação gratuitas em BH

Empreendedores socioambientais podem ter seus projetos orientados pela iniciativa

Giovanna Reis
Belo Horizonte

Estão abertas até esta segunda-feira (29) as inscrições para participar da Estação Hack na Estrada, projeto do Facebook em parceria com a Artemisia de apoio a empreendedores socioambientais. O evento, gratuito, será na terça (30) no Hilton Garden Inn Belo Horizonte.

A iniciativa oferece para até 25 empreendedores da região atividades exclusivas, como mentoria individual, suporte para modelagem do pitch de negócios e feedback dos especialistas. Aquele que mais se destacar no dia será convidado para uma vivência em São Paulo, onde conhecerá startups de diferentes regiões do Brasil que foram destaque em edições anteriores.

Localizada em São Paulo, Estação Hack é o primeiro centro do Facebook de apoio à inovação
Localizada em São Paulo, Estação Hack é o primeiro centro do Facebook de apoio à inovação - Marco Torelli/Facebook/Divulgação

Além do apoio a organizações de impacto social e ambiental, o Hack na Estrada também traz aulas de programação para jovens entre 16 e 25 anos, em parceria com a Mastertech. Durante as aulas, os alunos aprenderão a construir seus próprios sites.

Parte da agenda do evento será aberta ao público interessado pelo tema de empreendedorismo e impacto socioambiental. Haverá painéis de empreendedores acelerados pela parceria entre Facebook e Artemisia, em que os palestrantes compartilharão suas experiências, barreiras e principais aprendizados.

Inaugurada em 2017 em São Paulo, a Estação Hack é o primeiro centro do Facebook de apoio à inovação, com bolsas para cursos de programação, desenvolvimento de aplicativos e empreendedorismo digital. 

Empreendedores e interessados no tema de empreendedorismo socioambiental podem se inscrever pelo site da Artemisia. Já os jovens que quiserem participar das aulas de programação devem fazer suas inscrições no site da iniciativa.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.