ONG internacional reúne os jovens que estão transformando a democracia no Brasil

Ashoka convida jovens líderes de projetos sociais para encontro aberto ao público em Salvador

São Paulo

Pela primeira vez no Brasil, os dez jovens que mais se destacam em projetos politicamente engajados se reuniram nesta sexta-feira (16) em Salvador. Quem organizou o encontro foi a Ashoka, ONG internacional considerada uma das cinco de maior impacto social no mundo.

Esses líderes, chamados de Jovens Transformadores pela Democracia, defendem populações com algum grau de vulnerabilidade social, que não possuem seus direitos respeitados ou que necessitam de maior representatividade no âmbito público.

Foram trocadas experiências pessoais e conversas com especialistas, além de outras personalidades de reconhecida atuação social, como a defensora pública federal Charlene Borges e a educadora e pesquisadora Carla Freitas.

Os projetos liderados pelos jovens vão muito além de reivindicar a representatividade. O que eles fazem é identificar barreiras que são invisíveis para uma parte da população, mas que marcam o cotidiano de amplas parcelas, e criar estratégias para, coletivamente, remover estas barreiras.

Os dez jovens selecionados no Brasil agora integram uma rede global articulada pela Ashoka que inclui pessoas e organizações de 92 países e que tem entre seus líderes nomes considerados importantes na geração de mudanças, como os Nobel da Paz Muhammad Yunus, Kailash Satyarthi e Malala Yousafzai.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.