Soluções para meio ambiente e educação unem finalistas do Prêmio FBB

Vinte e uma iniciativas nacionais e três internacionais concorrem à premiação

São Paulo

Os vencedores do 10º Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologias Sociais serão conhecidos na noite desta quarta-feira (16).

O anúncio será feito durante cerimônia em Brasília (DF). A décima edição tem 24 tecnologias sociais finalistas dos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Sergipe.

As categorias nacionais em disputa são: Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital; Educação; Geração de Renda e Meio Ambiente, além da categoria internacional e das premiações especiais.

A iniciativa Sinfonia, que também levou troféu na cerimônia da 9ª edição do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais
A iniciativa Sinfonia levou troféu na cerimônia da 9ª edição do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais, em 2017 - Divulgação

As finalistas foram avaliadas segundo critérios de interação junto à comunidade, transformação social, inovação e facilidade na reaplicação.

 
Um exemplo é a iniciativa paulista Plantando Águas, que, para proteger os recursos hídricos na zona rural, integra o saneamento básico, a recuperação florestal e a educação ambiental. 

Já a tecnologia Sistema Miyawaki busca aproximar a sociedade e sensibilizar sobre a importância das florestas, da preservação e do desenvolvimento do ecossistema e, por meio do reflorestamento, promover o retorno da biodiversidade da região. 

Participantes do Sistema Miyawaki de Restauração de Ecossistemas na Amazônia, tecnologia finalista da categoria Meio Ambiente do 10º Prêmio FBB de Tecnologias Sociais
Participantes do Sistema Miyawaki de Restauração de Ecossistemas na Amazônia, tecnologia finalista da categoria Meio Ambiente do 10º Prêmio FBB de Tecnologias Sociais - Toni Pires/Divulgação

Ambas disputam a categoria Meio Ambiente e concorrem ao prêmio de R$ 50 mil para o primeiro colocado.

Já na categoria Educação, o estado de São Paulo é representado pela Escola Ativa, organização cujo objetivo de fortalecer o papel da escola na prática esportiva e na movimentação corporal, garantindo o direito dos alunos de serem ativos e saudáveis.

Crianças participam de atividades na Escola Ativa, iniciativa finalista da categoria Educação do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais
Crianças participam de atividades na Escola Ativa, iniciativa finalista da categoria Educação do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais - Toni Pires/Divulgação

Há também a tecnologia social pernambucana “Vamos encurtar essa história?”, que tem como objetivo despertar o interesse de estudantes pela escrita e leitura, incentivando a produção de releituras de suas histórias preferidas e o uso de tecnologias, propondo a filmagem de um curta-metragem a partir da produção dos roteiros dos alunos.

Confira as outras categorias finalistas aqui.

As três finalistas de cada categoria concorrem aos prêmios de R$ 50 mil para o primeiro colocado, R$ 30 mil para o segundo e R$ 20 mil para o terceiro. 

Além de concorrer ao prêmio, que será entregue em cerimônia de premiação no dia 16 de outubro, os finalistas foram convidados a participar do Encontro de Tecnologia Social, a ser realizado em Brasília (DF), na véspera do evento.

Nesta edição o Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social tem a parceria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto C&A, Ativos S/A e BB Tecnologia e Serviços, além da cooperação da Unesco no Brasil e apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Ministério da Cidadania, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.