Articuladores dos Fundos Patrimoniais lançam livro sobre captação de recursos para filantropia

O texto explica como criar, gerir e captar recursos para fundos filantrópicos

São Paulo

Na segunda-feira (2), o Civi-Co —coworking de impacto social— receberá o lançamento de "Fundos Patrimoniais Filantrópicos: sustentabilidade para causas e organizações", livro que reúne escritos explicativos, de diferentes especialistas, sobre o manejo de recursos em fundos filantrópicos.

Os textos são de quatro dos maiores especialistas sobre o tema, que trabalharam ativamente pela aprovação da Lei dos Fundos Patrimoniais: Paula Jancso Fabini e Andrea Hanai, do IDIS (Instituto pelo Desenvolvimento do Investimento Social), Priscila Pasqualin, do PLKC Advogados, e Ricardo Levisky, da Levisky Legado. ​

Priscila Pasqualin (advogada), Elie Horn (fundador da Cyrela e filantropo) e Marcia Setti (advogada). Pasqualin é uma das autoras do novo livro "Fundos Patrimoniais Filantrópicos: sustentabilidade para causas e organizações" - Folhapress

Articulistas também contribuíram com seus pontos de vista. Juntos, compilaram os principais temas desde os aspectos jurídicos, passando pela regulamentação e falando ainda da gestão dos Fundos Patrimoniais Filantrópicos, da captação de recursos e dos legados que podem ser preservados, com o objetivo de orientar todos os interessados nos temas, desde filantropos a organizações do terceiro setor e organizações gestoras.

No evento de lançamento, além dos autores, estarão presentes os filantropos e apoiadores da causa José Luiz Setúbal, Patrícia Villela Marino e Teresa Bracher.

Os Fundos Patrimoniais Filantrópicos são um instrumento que contribui para a sustentabilidade financeira de organizações sem fins lucrativos, de distintas causas de interesse público.

São instituídos, em sua maioria, com o compromisso de perpetuar o valor recebido como doação, repassando apenas seus rendimentos para a organizações ou projeto a que se destina.

No início deste ano, foi sancionada a Lei 13.800/19, um marco para a evolução dos Fundos Patrimoniais Filantrópicos no Brasil, daí a urgência e importância dos aprofundamentos propostos.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.