MIT firma parceria com banco digital para ensinar jovens da periferia de SP a criar aplicativos

Alunos vêm ao Brasil para mostrar como é fácil construir apps por meio do MIT App Inventor, plataforma que não exige conhecimento em programação

São Paulo

O MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e o C6 Bank, novo banco brasileiro para pessoas físicas e jurídicas, anunciam hoje uma parceria para estimular jovens de comunidades carentes a criar aplicativos que possam ter impacto local ou global.

A iniciativa vai treinar pessoas, que depois atuarão como multiplicadores, no uso da ferramenta MIT App Inventor, uma ferramenta que permite ao usuário criar outros apps em menos de trinta minutos. O objetivo é dar aos jovens a chance de sair da condição exclusiva de consumidores de tecnologia para assumir o papel de criadores de tecnologia.

Os candidatos a multiplicadores podem se inscrever, até 10 de dezembro, nesta página.

Alunos do MIT vêm ao Brasil para ensinar jovens de periferia a construir apps por meio do MIT App Inventor
Alunos do MIT vêm ao Brasil para ensinar jovens de periferia a construir apps por meio do MIT App Inventor - Divulgação

O projeto, batizado de MIT-Brazil App Inventor por C6 Bank, terá início em janeiro de 2020, quando alunos do MIT virão a São Paulo para formar os multiplicadores.

No momento, o programa está em busca de parceiros, como instituições e pessoas ligadas a educação e tecnologia, que possam atuar como multiplicadores do conhecimento. Quem desejar assumir esse papel precisa estar inserido em comunidades.

O MIT App Inventor é uma aplicação de código aberto. Seu ambiente de programação está baseado em blocos de ferramentas e não exige conhecimento prévio em desenvolvimento de software. Qualquer um, incluindo crianças, pode construir apps para smartphones e tablets por meio da aplicação.

O App Inventor já deu origem a mais de 43 milhões de aplicativos. Entre eles, há várias iniciativas de cunho social, como um app que ajuda deficientes visuais a conhecer o ambiente da escola até um aplicativo que indica como acessar água potável em Moldova, país do leste europeu com alta taxa de transmissão de Hepatite A por água contaminada.

O C6 Bank, que é quem está disseminando o programa ao Brasil, vai atuar como correalizador do projeto. O banco, por meio de sua área de impacto social, vai ser responsável pela continuidade do programa no Brasil.

Estão previstos encontros periódicos com os multiplicadores ao longo de todo o ano que vem, para entendimento das necessidades das comunidades e para auxiliar os multiplicadores na construção de um plano de aula que abrange, além do App Inventor, técnicas de ensino pensadas para a fácil absorção do conteúdo. Quem ajuda o C6 Bank nessa tarefa são os profissionais da IDEA9, a startup de educação que o banco comprou em agosto de 2019.

O projeto vai formar, em janeiro, 90 multiplicadores, que deverão formar outros multiplicadores e, assim, contribuir para a expansão da rede de usuários do MIT App Inventor no país.

O MIT-Brazil App Inventor por C6 Bank é resultado da parceria do banco com o MIT-Brazil, programa da instituição americana que treina alunos a fim de enviá-los ao Brasil. No país, os estudantes, em geral, participam de projetos de pesquisa, estagiam em empresas ou facilitam oficinas em ciências, tecnologia, engenharia, artes, matemática e empreendedorismo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.