Descrição de chapéu Coronavírus

Organizações que enfrentam a Covid-19 podem ganhar até R$ 45 mil

Institutos Neoenergia e Ekloos selecionam 16 organizações de São Paulo e Rio de Janeiro para programa de aceleração

São Paulo

O Instituto Neoenergia, em parceria com o Instituto Ekloos, está com as inscrições abertas até 1º de junho para a segunda edição do Programa de Aceleração Social Impactô. Iniciativas selecionadas receberão mentorias e investimento de até R$ 45 mil.

Neste ano, o programa será dirigido às organizações sociais que atuam em comunidades da cidade do Rio de Janeiro, da periferia de São Paulo e nas cidades de Francisco Morato, Caieiras, Franco da Rocha e Vale do Ribeira, todas do interior paulista.

O edital do Impactô irá selecionar 16 organizações sem fins lucrativos e negócios de impacto, oito do Rio de Janeiro e oito de São Paulo, estados considerados focos da pandemia do coronavírus no Brasil e também onde ficam a sede da Neoenergia e áreas de distribuição da Elektro, respectivamente.

As iniciativas serão contempladas com um aporte emergencial de R$ 20 mil para cada uma e mentorias online nas áreas de gestão estratégica, negócios e inovação, durante o período de cinco meses. Ao final do Programa, as organizações participarão de uma banca de investimento, podendo receber um incentivo adicional de até R$ 45 mil reais.

O Impactô objetiva potencializar iniciativas, projetos e negócios, para que as organizações possam se desenvolver, aperfeiçoar seus processos de gestão e maximizar o seu impacto social.

Serão R$ 410 mil destinados diretamente ao terceiro setor, por meio das ajudas emergenciais às organizações e os recursos da banca de investimento, além da capacitação de 80 gestores, cinco de cada uma dessas 16 organizações.

O Impactô soma-se a outras duas ações do Instituto Neoenergia no combate à pandemia, que totalizam R$ 2,17 milhões em recursos, distribuídos entre a capacitação de ONGs, o fortalecimento de empreendedores locais e a garantia da segurança alimentar às populações vulneráveis nos estados do Rio Grande do Norte, Bahia, Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro, junto a outros dois parceiros: a Associação Transforma Brasil, com o Fundo Transforma, e o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS), com o projeto Pessoas e Negócios Saudáveis.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.