Novo app de pedidos chega ao Brasil sem taxas para comerciantes

Plataforma digital Wabi foca no comércio de bairro, não cobra taxas e possibilita entregas em 15 minutos

São Paulo

Presente em sete países da América Latina, a Wabi chega ao Brasil para apoiar pequenos mercados, padarias, confeitarias, lojas de conveniências, entre outros estabelecimentos do varejo.

Trata-se de um aplicativo em que o lojista não tem nenhum custo e o consumidor recebe o produto comprado em apenas 15 minutos sem qualquer taxa de entrega.

A ferramenta, impulsionada pela Coca-Cola Argentina e desenvolvida pela YopDev, já está disponível no Rio de Janeiro e em São Paulo. Para começar a vender por meio do aplicativo basta entrar no site e realizar o cadastro.

Plataforma digital Wabi foca no comércio de bairro, não cobra taxas e possibilita entregas em 15 minutos
Recém-chegado no Brasil, o aplicativo Wabi foca no comércio de bairro, não cobra taxas e possibilita entregas em 15 minutos - Stella Ribeiro/Divulgação

“Em tempos de covid-19, a Wabi permite que estes pequenos negócios mantenham suas atividades comerciais, inclusive a portas fechadas, fornecendo produtos aos consumidores do bairro e reduzindo o risco de contágio”, diz Carla Papazian, gerente nacional da Wabi no Brasil.

“A Wabi é uma solução digital viável para esses estabelecimentos porque é de graça, não tem intermediários”, completa.

Desenhada para apoiar a transformação dos pequenos negócios, a Wabi é um aplicativo digital que tem como diferencial o fato de não cobrar taxas e nem percentuais do lojista, que recebe o valor da venda de forma integral.

“Com a pandemia o fluxo caiu muito e a parceria com a Wabi foi fundamental para manter as vendas e o giro dos produtos. A demanda de entregas pelo aplicativo é tão grande que precisei contratar mais três entregadores”, explica Mauro Xavier, dono da JMX Comércio de Alimentos, que viu seu ticket médio subir em 165%.

“Depois de três meses utilizando a plataforma consegui aumentar as vendas no aplicativo em sete vezes”, conta o comerciante.

No aplicativo são vendidos bens de consumo como alimentos, bebidas não alcoólicas e alcoólicas, produtos de limpeza, artigos de higiene, mantimentos, enlatados, doces, entre outros.

A disponibilidade dependerá do estoque ativo dos estabelecimentos perto dos usuários. O pagamento poderá ser feito pelo próprio aplicativo com a ferramenta WabiPay em dinheiro, ou em cartão de crédito ou débito diretamente com o lojista.

A Wabi já está presente em 6.000 estabelecimentos na Argentina, no Brasil, na Colômbia, na República Dominicana, no México, no Chile, no Peru e no Uruguai.

No Brasil, cerca de 700 pequenos negócios já aderiram à solução desde o início do ano nas cidades do Rio de Janeiro e em São Paulo. Apenas em abril, mais de 20 mil pedidos foram realizados através da Wabi no Brasil, contribuindo para ampliar a receita dos pequenos negócios.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.