Descrição de chapéu Coronavírus

Projeto reúne famosos para apoiar pessoas LGBT e pacientes de HIV na pandemia

Alexandra Richter, Sérgio Mamberti, Rosi Campos e outros artistas apoiam Instituto Cultural Barong por meio do Projeto Balaio

São Paulo

Na semana do Orgulho LGBT, o Projeto Balaio, que ajuda pessoas que vivem com HIV e pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade em São Paulo, ganhou apoio de personalidades para continuar distribuindo cestas básicas de alimentos e kits de higiene a essas comunidades, que sofrem com os impactos da Covid-19.

Convidados pela ONG Instituto Cultural Barong, artistas, influenciadores digitais e ativistas se uniram para pedir doações.

O objetivo é garantir a sustentabilidade do projeto, que começou em maio e conta com o apoio do Unaids e da Unesco, além de parceiros do setor privado e da sociedade civil.

Projeto Balaio distribui cestas básicas a pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade e pessoas que vivem com HIV
Projeto Balaio distribui cestas básicas a pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade e pessoas que vivem com HIV - Divulgação

Juntos, Sérgio Mamberti, Rosi Campos, João Acaiabe, Suzy Rêgo, Tadeu Di Pyetro, Alexandra Richter, Fernando Vieira e Eduardo Silva discutiram sobre a importância de ajudar tais populações, que já acumulavam vulnerabilidades antes da pandemia.

O objetivo do Projeto Balaio é mitigar os impactos secundários da pandemia da Covid-19 entre as pessoas que vivem com HIV e as comunidades mais afetadas pela epidemia, incluindo pessoas LGBT da cidade de São Paulo.

A iniciativa tem foco na distribuição de cestas básicas, kits de higiene e botijões de gás para as pessoas em situação de extrema vulnerabilidade socioeconômica.

Projeto Balaio distribui cestas básicas a pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade e pessoas que vivem com HIV
Projeto Balaio distribui cestas básicas a pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade e pessoas que vivem com HIV - Divulgação

Também faz parte do projeto, com o apoio do Centro de Referência e Tratamento de DST Aids de São Paulo, uma estratégia-piloto de base comunitária para entrega de medicamentos antirretrovirais, distribuídos pelo SUS, a pessoas com HIV e que tenham fatores acrescidos de risco para a Covid-19 ou enfrentem dificuldades para ir aos serviços de saúde.  

“À medida que conseguimos mais recursos, nosso plano é também conseguir ampliar o cadastro para ajudar mais pessoas”, diz Marta Mc Britton, diretora-presidente do Barong.

“Estamos vivendo um momento muito difícil, mas também uma grande onda de solidariedade. Por isso acreditamos no sucesso e na perenidade do Projeto Balaio”, completa.

O Instituto Cultural Barong é uma organização não-governamental criada em 1996 que promove eventos em centros urbanos e palestras para dialogar sobe o universo da sexualidade.

O Projeto Balaio é uma das várias iniciativas da ONG, que busca fornecer auxílio através de informações sobre questões de saúde sexual.

Além dos apoiadores, a nova iniciativa tem um canal de doações para que qualquer pessoa doe o valor que quiser. As doações podem ser feitas através do site.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.