Descrição de chapéu
Daniel Morais Assunção

O voluntariado é uma saída de nós em direção ao outro

Na pandemia, pesquisa do Atados identificou um aumento de 271,3% na oferta de vagas de voluntariado à distância

Daniel Morais Assunção

Fundador do Atados, plataforma de voluntariado.

Já ultrapassamos a marca de 3,5 milhões de brasileiros infectados pelo novo coronavírus, sendo quase 116 mil vítimas fatais e milhares de famílias afetadas pela pandemia.

Com a ausência de um Estado efetivo no combate à doença e na proposição de medidas econômicas que driblem o desemprego e o aprofundamento das vulnerabilidades sociais, nos vimos entregues na mão da solidariedade e da cidadania.

Obrigados a ocupar o interior de nossas casas, nos vimos ocupando nosso próprio interior. Não existe “eu” se não existir “nós”, mas para isso é preciso se reinventar. Como ser solidário em dias de isolamento social?

Uma pesquisa realizada pelo Atados analisou as vagas criadas pelas Organizações da Sociedade Civil (OSCs) em nossa plataforma, nos períodos de 16 de março a 30 de junho de 2020, apontou um aumento de 271,3% na oferta de vagas de voluntariado à distância.

Foram 505 vagas ofertadas, em comparação com 136 no mesmo período do ano anterior. As principais áreas foram: comunicação, captação de recursos e programação, esta última procurada dez vezes mais se comparado a 2019. No total, recebemos 17.050 inscrições de voluntários e 233 novos cadastros de ONGs.

Uma das maneiras de “driblar” a falta de convívio social foi a criação da categoria “cartas”. “Uma carta e um abraço”, por exemplo, é uma iniciativa que leva carinho e afeto aos profissionais de saúde diretamente envolvidos no combate à Covid-19. Foram mais de 2.000 voluntários inscritos para diminuir distâncias e proporcionar um pouco de conforto a esses profissionais.

O Atados também desenvolveu um projeto chamado “Juntos por Direitos” que tem como objetivo conectar cidadãos que desejam acessar os benefícios da Renda Básica Emergencial a voluntários que possam ajudá-los no processo. Já são, pelo menos, 55 voluntários engajados e 104 beneficiários atendidos.

Já a “Vizinho Amigo” busca captar voluntários que possam ajudar na compra de produtos ou medicamentos em mercados e farmácias para a população que se encontra no grupo de risco da Covid-19 por todo o Brasil. Os voluntários podem colar cartazes da ONG com seus dados de contato em sua porta, elevador ou portaria para comunicar os vizinhos de sua disponibilidade.

Além disso, os trabalhos presenciais de prestação de serviços emergenciais continuam ativos. São centenas de brasileiros colaborando com a distribuição de cestas básicas e itens de higiene para as populações ainda mais vulnerabilizadas no país.

Com todos esses motivos gerados por pessoas que se doam —mesmo em situações tão desafiadoras como a que estamos todos vivendo—, para celebrar o Dia Nacional do Voluntariado, neste 28 de agosto, o atados.com.br elaborou a campanha #MostreSeuVoluntariado, que incentiva voluntários engajados em projetos sociais a compartilharem suas histórias nas redes sociais e assim fortalecer o setor social e a cultura do voluntariado.

O mês de agosto conta com uma programação completa, com lives, pesquisas, histórias, entre outros. Acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro!

Meu desejo é que, apesar de tanta dor e insegurança, a solidariedade nos dê a força e as bases necessárias para enfrentarmos os dias maus. E que a prática do voluntariado faça parte do nosso “novo normal”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.