Álbum de figurinhas 'Vida de Pet' arrecada R$ 440 mil em doações para causa animal

Produto da Editora MOL e Panini, disponível nos caixas da rede Petz, se torna um dos mais vendidos do Brasil

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O álbum de figurinhas "Vida de Pet" arrecadou quase meio milhão de reais para ONGs de proteção animal desde o seu lançamento, em setembro de 2020. Desenvolvido por Editora MOL e Panini, o livro ilustrado foi um dos dez álbuns mais populares do país.

Seus mais de 75 mil exemplares e 2,9 milhões de figurinhas foram comprados por quem passou pela Petz, rede de pet shops que oferece o produto nos caixas de suas lojas.

Descontados os impostos e custos de produção do material, cada compra gera uma doação para o programa Adote Petz, que reúne 85 ONGs de proteção animal.

Até agora, as vendas de álbuns e figurinhas já arrecadaram R$ 446 mil em doações –e o valor deve chegar a meio milhão de reais até o final do projeto, em maio, quando a tiragem está prevista para esgotar.

“Ao pedir uma doação pequena, de menos de dez reais, e oferecer um produto de qualidade em troca, o cliente faz o bem e, ao mesmo tempo, sente que sai ganhando", afirma Rodrigo Pipponzi, diretor executivo da Editora MOL.

Ao lado de Roberta Faria, Pipponzi foi vencedor do Prêmio Empreendedor Social do Ano e da Escolha do Leitor em 2018. "Todas as partes envolvidas ficam satisfeitas com um produto que gera lucro, percepção positiva sobre a empresa e doação para quem precisa", completa.

Fruto de parceria entre a Editora MOL, maior editora de impacto social do mundo, e a Petz, rede com maior número de lojas no país, o "Vida de Pet" traz 28 atividades e curiosidades sobre os bichos em 240 cromos, sendo 50 brilhantes.

Desde 2017, as duas marcas já venderam juntas 887 mil livros, calendários e álbuns, que somados geraram R$ 2,9 milhões em doações a 49 ONGs que trabalham com resgate, tratamento e adoção de animais.

“A paixão por animais é uma das premissas para as pessoas que trabalham em nossas lojas", diz Rodrigo Cruz, diretor de operações da Petz.

livro colorido com figurinhas aberto sobre superfície com grama e chão azul
Produto da Editora MOL e Panini, disponível nos caixas da rede Petz, se torna um dos mais vendidos do Brasil - Divulgação

Ele credita o sucesso da parceria com a MOL a um processo de conexão com esse propósito. "A venda dos livros tangibiliza a possibilidade de cada colaborador, nas suas atribuições diárias, contribuir e fazer parte do maior programa de suporte à causa animal do Brasil."

Desde 2008, a MOL cria produtos socioeditoriais –livros, revistas, calendários, almanaques, baralhos e álbuns de figurinhas– que já destinaram mais de R$ 38 milhões para ONGs que atuam principalmente nas áreas de saúde, educação e proteção animal.

O resultado positivo, mesmo em uma época em que trocar figurinhas pode não ser tão fácil, já garantiu uma sequência: um novo álbum está sendo preparado para o meio deste ano.

Focado em animais de diferentes países, o projeto terá potencial de gerar pelo menos R$ 420 mil em doações e permitir à Petz um marco histórico: alcançar R$ 3 milhões doados com a venda de produtos ainda em 2021.

“O que alcançamos até aqui é apenas o começo. Com times cada vez mais engajados, clientes já conectados com os produtos e a expansão da rede, acredito que chegaremos muito rapidamente a novos milhões arrecadados”, afirma Rodrigo Cruz.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.