Programa de aceleração abre inscrições para negócios com impacto socioambiental positivo

Com apoio do Quintessa, Braskem Labs impulsiona startups em fase de validação do modelo de negócio ou em momento de tração e escala

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Com apoio do Quintessa, aceleradora de negócios de impacto social e ambiental, a sétima edição do Braskem Labs tem inscrições abertas em todo o Brasil. Até o dia 26 de março, empreendedores sociais podem se inscrever pelo site braskemlabs.com.br.

Para a edição 2021, o Braskem Labs continua sua busca por soluções que utilizem plástico e/ou química para gerar impacto positivo, com destaque para aquelas que atuam nas seguintes áreas: agronegócio, biotecnologia, economia circular, embalagem, infraestrutura e construção civil, mobilidade, saúde e química sustentável.

“O propósito é dar espaço para que negócios com impacto socioambiental positivo possam crescer de forma estruturada, trazendo soluções inovadoras às cadeias produtivas do plástico e da química e reforçando o potencial dessas matérias-primas na construção de um futuro mais sustentável”, afirma Karla Censi, gerente de soluções sustentáveis e responsável pelo Braskem Labs.

As inscrições são válidas para negócios em diversos níveis de maturidade, já que a iniciativa é dividida em dois tipos de programa: o Braskem Labs Ignition, para startups em fase de validação do modelo de negócio; e o Braskem Labs Scale, voltado para aqueles negócios que já estão em fase de tração e escala.

pessoas reunidas em torno de uma mesa branca, rodeadas por janelas
Com apoio do Quintessa, Braskem Labs impulsiona startups em fase de validação do modelo de negócio ou em momento de tração e escala - Guido Ferreira / Divulgação

O Quintessa atua em todas as etapas da aceleração, desde a seleção dos projetos até a apresentação das startups no Demoday, evento que acontece ao final de cada uma das edições.

“O Braskem Labs tem diferenciais claros perante outros programas de inovação aberta", diz Anna de Souza Aranha, diretora do Quintessa. Ela explica que o apoio às startups não é pontual, já que há uma trilha estruturada, com encontros em grupo, mentoria com executivos da alta liderança da empresa, além de uma equipe interna dedicada a fazer com que o programa agregue valor aos empreendedores.

"É um perfeito exemplo de como a geração de impacto positivo e a geração de valor em novos negócios podem ser unificados em uma iniciativa empresarial”, diz Anna de Souza.

​Em 2020, a iniciativa recebeu mais de 300 inscrições, das quais 20 negócios foram selecionados para os dois programas. Mais de 90 startups foram aceleradas desde 2015 e, destas, 96% continuam no mercado e outras 40% atraíram investimentos externos.

Após as inscrições, as propostas passam por uma revisão para verificar a aderência com as premissas dos programas, entrevistas em profundidade e um Pitch Day, momento em que os negócios são apresentados à uma banca de executivos da Braskem junto aos parceiros e selecionados para a aceleração.

Assim como ocorreu em 2020, as etapas serão virtuais de maneira totalmente online, encurtando as distâncias entre os participantes e ampliando a oportunidade de terem seus planos de negócios aprimorados com o apoio de mentores da Braskem e de empresas da cadeia petroquímica.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.