Organização pioneira no setor de impacto tem nova governança

Artemisia reestrutura equipe com transição de Maure Pessanha e chegada de Luciano Gurgel, ex-Yunus Negócios Sociais

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Artemisia, organização pioneira no fomento e na aceleração de negócios de impacto no país, anuncia a reestruturação de sua governança. A ampliação da equipe faz parte da proposta de liderar o fortalecimento do empreendedorismo de impacto social e ambiental no país.

Maure Pessanha, que desde 2007 ajudou a consolidar a organização no país e respondia pela diretoria-executiva, assume a presidência do conselho da Artemisia. Luciano Gurgel, ex-Yunus Negócios Sociais, é o novo diretor-executivo.

mulher loira sorri em frente a uma parede de plantas
A executiva Maure Pessanha passa a liderar o conselho da Artemisia em 2021 - Renato Stockler/ Na Lata

A proposta de uma nova visão de futuro está nas atribuições do cargo de Maure Pessanha. "Acreditamos que o ecossistema está em momento propício para evoluir. Queremos fortalecer ainda mais nossas coalizões, nossa atuação com governos e criar mecanismos de apoio à expansão dos negócios", afirma a executiva.

Nos últimos anos, 560 negócios foram apoiados pela organização, que mantém mais de 190 mentores ativos e R$ 152 milhões em investimentos em seu portfólio de negócios.

"Minha expectativa é contribuir com o fortalecimento institucional dessas iniciativas pioneiras e atuar na criação de mecanismos financeiros para a construção de um arco completo de apoio ao empreendedor de impacto social em toda a sua jornada, ou seja, soluções para prover capital via investimento, criando um ciclo virtuoso para o campo", afirma Gurgel.

A liderança conta, ainda, com Priscila Martins, diretora de relacionamento institucional e projetos, e Flávia Coelho, diretora de finanças e operações.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.