Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
26/11/2010 - 19h30

Convidados elogiam iniciativas finalistas dos prêmios Empreendedor Social e Social de Futuro

Publicidade

DE SÃO PAULO

Leia abaixo o que disseram alguns dos convidados na cerimônia que revelou os vencedores dos prêmios Empreendedor Social e Empreendedor Social de Futuro 2010 na noite de quinta-feira (25), no Masp (Museu de Arte de São Paulo).

"Iniciativas sociais como as presentes neste prêmio são importantes alternativas às ações do poder público para minimizar os problemas sociais."
ALEX APARECIDO ALVES,
presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

"É a primeira vez que venho ao Brasil para esse evento. Tinha visto fotos e vídeos e estava ansiosa por esse momento. O Brasil é o recordista nas inscrições para o Prêmio Empreendedor Social, que promovemos pelo mundo, ganhando inclusive da Índia. Os empreendedores sociais devem ser inovadores e autossustentáveis e devem ser escaláveis para que possam ampliar suas iniciativas. E é por isso que apoíamos essa causa. Temos orgulho de falar que o Rodrigo Baggio, fundador do CDI, um dos primeiros a participar dessa iniciativa, está hoje presente na Jordânia, na Arábia Saudita e no Reino Unido com sua iniciativa. E acreditamos que todos os que estão aqui têm o mesmo potencial.
Quanto ao ganhador do prêmio, Roberto Kikawa, ele diz que acha que ainda não é um empreendedor social, que é apenas um médico com um sonho. É curioso porque acho que a maioria dos empreendedores sociais são assim: pessoas que sentem que devem fazer algo pelo mundo."
MIRJAM SCHOENING,
diretora-executiva da Fundação Schwab

"Nunca trabalhei tanto como este ano. Depois de ter recebido o prêmio, recebi muitos empreendedores para serem parceiros da Gastromotiva. A responsabilidade dobrou."
DAVID HERTZ,
Empreendedor Social de Futuro 2009

"O prêmio dá credibilidade e chancela em um país em que todos desconfiam da gente."
FÁBIO BIBANCOS,
Empreendedor Social 2006

"A missão da Phillips é levar qualidade de vida, e a parceria com o Roberto Kikawa é perfeita. Temos os mesmos objetivos de prestar atendimento para todos que precisam e onde eles estiverem."
MARCUS NAKAGAWA,
gerente de Sustentabilidade da Phillips, patrocinador do Projeto Cies

"Investir em um negócio social não é procurar a solução dos problemas da sociedade, mas é um meio muito importante de alternativa para auxiliar na resoluções de algumas questões. Estes pequenos empreendedores já nascem com valores diferentes e estimulados a exercer esta importante função social e mudar paradigmas.
O olhar para o social foi por muito tempo negligenciado, mas essas iniciativas presentes neste prêmio mostra que existem pessoas muito sérias trabalhando para buscar alternativas de muitos problemas sociais. E isto é muito importante.
Os desafios são enormes: a sustentabilidade financeira, o marco legal, as perspectivas de crescimento. Mas os responsáveis por essas iniciativas se mostram muito motivados e otimistas, senão nem seriam empreendedores."
GRAZIELLA COMINI,
professora universitária, pesquisadora do Ceats-FIA e jurada do prêmio em 2010

"O empreendedorismo social é necessário para trazer saúde social para o Brasil. O que acontece no Rio de Janeiro hoje acontece porque há muitas pessoas que não têm oportunidade de se inserir socialmente. Ninguém é traficante porque quer ser, porque o traficante não pode sair de casa, porque pode ser morto a qualquer momento por uma facção rival. Ele se torna traficante por falta de opção. E o empreendedorismo social traz essa opção."
RICARDO GUIMARÃES,
presidente da Thymus e representante de José Junior no evento

"Esse olhar social falta muito no Brasil. O tema só aparece em momentos de crise. E esses esforços em promover a inclusão de comunidades vulneráveis com o prêmio estimulam a ampliação do papel desses educadores sociais que são estes empreendedores.
Incentivar uma iniciativa social é extremamente relevante e ajuda a criar novos valores e perspectivas de projetos."
MARIA DA GLÓRIA GOHN,
professora universitária e pesquisadora da Unicamp e jurada do prêmio em 2008

"Atuar em um negócio social é uma alternativa para fugir da dicotomia de ou trabalhar no poder público ou na iniciativa privada. O The Hub acredita que estimular esses novos empreendedores é um meio de promover a qualidade de vida por meio de mudanças sociais e atingir mais pessoas e por isso apoiamos o prêmio."
BÁRBARA STUTZ,
sócia do The Hub

"A Ernst&Young Terco apoia o empreendedorismo social globalmente porque acredita que ele cria o futuro. É importante dar ferramentas para que o empreendedor social tenha mais recursos e possa ampliar suas iniciativas."
BEATRIZ GUIDO,
da Ernst&Young Terco, patrocinadora do prêmio


 
Patrocínio: Coca-Cola Brasil e Portal da Indústria; Transportadora Oficial: LATAM; Parceria Estratégica: UOL, ESPM, Insper e Fundação Dom Cabral
 

As Últimas que Você não Leu

  1.  
  • Realização
  • Patrocínio
    • CNI
    • Vale
  • Parceria Estratégica
  • Parceria Institucional
  • Divulgação
    • Aiesec
    • Agora
    • Brasil Júnior
    • Envolverde
    • Endeavor
    • Ideia
    • Make Sense
    • Aspen
    • Semana Global de Empreendedorismo
    • Sistema B
    • Avina

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página