Descrição de chapéu Saúde responde

Dietas veganas ou vegetarianas ajudam a diminuir a prisão de ventre?

O ideal, com ou sem carne, é beber bastante água e consumir alimentos ricos em fibra

São Paulo

"Meu intestino melhorou muito. Sempre tive prisão de ventre", respondeu a atriz e apresentadora Maisa Silva a um seguidor no Twitter que perguntou se ela era mais feliz agora que é vegetariana.

A nutricionista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, Rosana Farah, diz que, de fato, dietas à base de folhas, legumes e leguminosas, que são ricos em fibras, podem reduzir a prisão de ventre.

As fibras formam o bolo fecal (fezes) e também auxiliam na manutenção da flora intestinal, composta por bactérias que auxiliam na digestão e no combate a micro-organismos que podem ser prejudiciais à saúde. 

Comer alimentos com fibra, porém, não basta para que o intestino funcione com maior regularidade. Farah lembra que é preciso beber água para hidratar o bolo fecal e facilitar o trânsito intestinal. Alimentos como mamão, melancia e ameixa, que são ricos tanto em água quanto em fibras, podem ajudar a diminuir a prisão de ventre. 

O consumo de gordura também é um fator importante porque ela lubrifica as paredes intestinais e "empurra" os alimentos.

Mas isso não significa que uma dieta com carne seja sinônimo de intestino preso. A nutricionista afirma que o consumo de proteína animal não necessariamente prejudica o funcionamento do intestino. 

É possível ter uma dieta que inclua carne e seja, também, rica em fibras. "A carne tem um tempo de digestão maior do que as folhas e legumes, por exemplo, mas o funcionamento do intestino tem a ver com uma série de outros fatores, como a presença das boas bactérias e a própria hidratação", diz. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.