Descrição de chapéu Saúde responde

Como as mulheres devem fazer a higiene íntima?

Para a higienização, água morna e sabonetes neutros bastam

São Paulo

As dicas de uma mulher que faz a higiene da vulva com uma escova de dentes e sabonete íntimo têm circulado nos últimos dias nas redes sociais. 

Como você deve imaginar, essa não é a melhor forma de manter a saúde íntima.

Em primeiro lugar, a escova de dentes serve para escovar os dentes. Só para isso.

Segundo o guia para higiene genital feminina da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), é preciso cuidado com a remoção excessiva da camada lipídica que protege a pele da região, o que pode levar a ressecamento da vulva e prurido. 

Sagrado feminino
Ilustração Carolina Daffara/Folhapress

Já o uso de sabonetes íntimos não é errado, mas também não é obrigatório. De novo, só é preciso cuidado para não exagerar na limpeza e acabar ressecando a área.

O modo correto de fazer a higiene íntima é usar um sabonete neutro e água morna. 

Com movimentos circulares, deve-se buscar atingir a base das coxas, o monte púbico, a área do clitóris e os lábios vaginais.

A ideia é só retirar o excesso de gordura e micropartículas da região.

Depois de enxaguar bem e se certificar de que não há mais sabão, deve-se secar a área com toalha de algodão limpa e seca com cuidado, para não ferir a pele.

Mas e dentro da vagina, não precisa lavar?

Nunca, a não ser que o seu médico indique, por algum motivo específico, segundo o Center for Young Women's Health, ligado ao Boston Children's Hospital, nos Estados Unidos.

A vagina é "autolimpante" e tem um pH específico. Por isso, você não vai querer matar as bactérias naturalmente presentes na área.

Para manter a saúde íntima em dia, também vale ficar de olho nas roupas íntimas. Tecidos não sintéticos, como o algodão, são recomendados por aumentar a ventilação.

E, claro, prestar atenção na lavagem da roupa íntima.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.