Empresa faz recall de remédio para úlcera gástrica após recomendação da Anvisa

Medley diz que é possível que 50 lotes tenham sido contaminados

São Paulo

A Medley, empresa de medicamentos genéricos que faz parte do grupo Sanofi, anunciou nesta segunda (20) o recolhimento do remédio Ranitidina (150 mg e 300 mg), que inibe a produção de ácido pelo estômago e é normalmente utilizado no tratamento de úlcera gástrica. 

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou maior controle de drogas que levem nitrosaminas em sua composição. Essas substâncias são usadas na fabricação de remédios e podem causar câncer em caso de exposição prolongada.

A Medley diz que a decisão foi tomada após possível contaminação por  N-nitrosodimetilamina —composto membro da classe das nitrosaminas— de cerca de 50 lotes do medicamento.

Fábrica do laboratório de remédios genéricos da Medley, em Campinas (SP). Foto tirada em julho de 2005
Fábrica do laboratório de remédios genéricos da Medley, em Campinas (SP). Foto tirada em julho de 2005 - Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Apesar de a Anvisa não ter determinado um recall das farmacêuticas, a agência publicou um comunicado em que recomenda que empresas reavaliem os seus métodos de processamento de nitrosaminas. 

“A decisão é de precaução, o mesmo que ocorreu em 2019, quando ações foram adotadas após a detecção de nitrosaminas nos princípios ativos conhecidos como ‘sartanas’, como a losartana e a valsartana, ingredientes utilizados na fabricação de medicamentos para o tratamento de hipertensão arterial (pressão alta)”, diz o comunicado.

De acordo com o Procon de São Paulo, aqueles que compraram algum dos lotes de Ranitidina têm o direito de ter seu medicamento trocado por outro que não tenha sido contaminado ou receber o seu dinheiro de volta. 

Além disso, o órgão recomenda àqueles que compraram o remédio que não façam uso, conservem as embalagens e entrem em contato com a empresa pelo telefone: 0800 729 8000.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.