Descrição de chapéu Coronavírus

Itália registra pela primeira vez mais curados que novos doentes de coronavírus

Segundo o governo, 3.033 pessoas foram consideradas recuperadas nas últimas 24 horas; novos casos foram 2.646

São Paulo

A Itália anunciou nesta quinta-feira (23) que, pela primeira vez, o número de curados de Covid-19 supera o de novos infectados com a doença provocada pelo coronavírus Sars-CoV-2.

Segundo o Departamento de Proteção Civil, órgão italiano que atua no controle de emergências, tiveram alta de hospitais ou foram consideradas curadas 3.033 pessoas nas últimas 24 horas. Foram registrados 2.646 novos casos no mesmo período.

Na terça e na quarta, o número de pacientes italianos recuperados já havia sido recorde —2.723 e 2.943 considerados curados, respectivamente. Mas os novos infectados ainda superavam numericamente os que venceram a doença.

O total de mortos das últimas 24 horas foi de 464; no total, a Itália registra 25.549 óbitos devidos ao coronavírus.

O governo calcula que 57.576 pessoas se recuperaram da Covid-19 na Itália.

Na Itália, 189.973 foram infectados desde o primeiro caso registrado, em 20 de fevereiro. É o terceiro país mais atingido, em números absolutos, pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos (866.646 casos) e da Espanha (213.024).

Os casos ativos nesta quinta, porém, são 106.848, uma queda de 851 com relação ao dia anterior. A Lombardia, região de Milão, no norte do país, a partir de onde o vírus se espalhou pelo território italiano, continua concentrando a maior parte dos casos —33.873.

Dos atuais infectados, 2.267 estão em UTIs, 117 pacientes menos nas últimas 24 horas; 22.871 estão internadas, com sintomas da doença, o que representa um decréscimo de 934 pacientes de quarta para quinta.

Do total dos casos ativos atualmente, 76%, ou 81.710 pessoas, estão em isolamento, com sintomas leves ou sem sintoma algum.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.