Descrição de chapéu Coronavírus

Brasil registra 807 novas mortes por coronavírus; total de óbitos passa de 23 mil

Dados foram divulgados nesta segunda (25) pelo Ministério da Saúde

Brasília

O Brasil registrou 807 novas mortes por coronavírus e 11.687 novos casos nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados nesta segunda (25).

O total de óbitos é de 23.473, e de casos confirmados, 374.898. De acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA), o Brasil continua sendo o segundo país com mais casos da doença. Em números absolutos, fica atrás apenas dos Estados Unidos, que têm 1,6 milhão de casos.

No fim de semana, foram 965 novas mortes no sábado e 653 no domingo —os números costumam ser menores porque as equipes trabalham em esquema de plantão.

O recorde diário é da última quinta-feira (21), quando o país anotou 1.188 novas mortes em um só dia.

Em número de mortes, o Brasil é o sexto país mais afetado. Os cinco primeiros países com mais mortes são EUA (98 mil), Reino Unido (36 mil), Itália (32 mil), França (28 mil) e Espanha (26 mil).

O Ministério da Saúde não comentou os novos dados, divulgados apenas após o fim de uma entrevista à imprensa marcada para comentar ações de combate ao novo coronavírus.

O encontro, porém, ficou restrito ao anúncio de regra para financiamento de hospitais de campanha.

Segundo a pasta, o número total de casos e mortes no país pode ser maior, já que há subnotificação e casos ainda à espera de confirmação.

Do total de novas mortes confirmadas nesta segunda, 270 ocorreram nos últimos três dias, e as demais em datas anteriores —o que revela que o país ainda mantém forte atraso no diagnóstico.

Representantes da pasta, porém, admitem que há aumento na curva de novos casos e mortes nas últimas semanas.

Atualmente, o país tem 3.742 mortes em investigação.

O estado de São Paulo ainda lidera em número de casos, com 83.625 já confirmados e 6.220 mortes. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 39.298 casos e 4.105 mortes, e Ceará, com 36.298 casos e 2.493 mortes.

Já quando observada a incidência, parâmetro que considera o total de casos pela população, o maior volume é registrado no Amapá, com 778,5 casos a cada 100 mil habitantes.

Em seguida, está Amazonas, estado que já registra colapso no sistema de saúde de sua capital, Manaus. Lá, a incidência é de 730 casos a cada 100 mil habitantes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.